Salve Arte Festival apresenta programa 8 nesta terça-feira, 16 de março

Foto: Luan Cunha

As apresentações do Salve Arte Festival seguem neste mês de março, com mais uma exibição marcada para esta terça (16) nas plataformas virtuais do projeto.

Após o grande sucesso do Festival, que nasceu na pandemia, em 2020 como uma alternativa de gerar união e valorização de artistas do estado do RS, agora, a etapa de 2021 tem o projeto Salve Arte contemplado no edital n° 09/2020, realizado com recursos da Lei nº 14.017/2020, através do Ministério do Turismo, Secretaria Especial da Cultura e Sedac/RS.

Apresentado pela Casa do Tambor e idealizado e coordenado pelo artista e produtor cultural Kako Xavier, o festival nesta etapa de 2021 iniciou em 19 de janeiro e seguirá até 26 de abril, apresentando nas terças e quintas (de 15 em 15 dias) 16 programas WEB TV, com espetáculos de artistas da zona sul do estado do RS. 

“A experiência tem sido mágica e profunda e temos visto a necessidade de, acima de tudo, andarmos juntos, em prol da arte. Iremos levar esse projeto adiante por muito tempo, pois ele abriu caminhos para muitas pessoas”, declara o coordenador e idealizador Kako Xavier, da Casa do Tambor.

Ao todo serão 224 nomes artísticos envolvidos e mais de 30 trabalhadores da arte e cultura, levando 56 espetáculos por mês através do canal do YouTube Salve Arte Festival. São 112 espetáculos de 10 minutos de artistas da zona sul, apadrinhados e amadrinhados por artistas do RS, Brasil e outros países, que também farão trechos de seus espetáculos autorais.

Clique aqui e torne-se um apoiador e-cult

Programação – Programa 8: Terça-feira, 16/03 às 20h (Canal do Youtube Salve Arte Festival)

Foto: Luan Cunha

Som na Cuca apresenta composições autorais da banda. Formada por: Maxi Soares (guitarra), Thaís Lemos (baixo), Renato Popó (bateria) e Pedro Guterres (vocal), a banda surge a partir do desejo de alunos e professor que durante os intervalos de aula apresentavam um forte entusiasmo e um desejo de formarem uma banda.  A banda se caracteriza com um estilo pop e soul, valoriza na sua estética o groove com auxílio de elementos eletrônicos que enriquecem a performance coletiva. A banda será amadrinhada por Dennise Gálvez, de La Pa, Bolívia.

Foto: Luan Cunha

Professora Ingrid é idealizadora e Diretora do Ponto de CUltura Boneca Africana Rana e faz sua apresentação artístico-cultural para a promoção da Igualdade Racial, (re)construindo e ressignificando a identidade positiva do povo negro através de contações de histórias e performances, utilizando-se de personagens criados por ela, como as bonecas Abayomi e a Fada Prestinha. A artista será apadrinhada por  Mario Pirata, de Porto Alegre. 

Foto: Luan Cunha

Humberto Schumacker é um artista independente de Pelotas e apresenta o Show autoral “Avelã”. Seu padrinho será: Maurício Horn, de Encantado/RS.

Foto: Luan Cunha

Abigail Foster apresenta fragmentos do texto “Dama da noite” de Caio Fernando Abreu.  O texto surge do impulso de denunciar o sucateamento dos programas de combate ao HIV feito pelo atual governo e o de fomentar um repertório de textos para um teatro queer. Gengiscan Pereira é ator, diretor e professor de teatro, formado em Teatro – Licenciatura pela UFPel e que há 5 anos dá vida à drag queen Abigail Foster, apresentando shows, peças teatrais, ações publicitárias e produtos audiovisuais. Abigail também é seu objeto de pesquisa, buscando entender os processos de criação de artistas drag queens contemporâneos e da história da arte drag. Abigail será amadrinhada por Danny Calixto, de São Paulo.

Cibis é cantora, pesquisadora de canto e foi uma das vocalistas da banda Meigos, Vulgos e Malvados. Na apresentação, ela apresenta suas composições com parceiros artísticos.  Seus padrinhos serão: Karoso Zuetta e Nerina Bader, de Misiones, na Argentina.

Foto: Luan Cunha

Mister Negrinho, personagem de Eduardo Radox apresenta o espetáculo teatral lúdico interativo A Fábrica”.   O espetáculo acontece no interior de uma fábrica lúdica de chocolate onde o personagem utiliza ingredientes inimagináveis para produzir brigadeiros gigantes. De acordo com o artista, “A Fábrica” é um importante elemento criativo para adoçar um tempo muito amargo de pandemia e isolamento social. Mister será apadrinhado por Mário Duleodato, de Osório/RS.

Foto: Luan Cunha

Maria Antônia apresenta seu lado musicista e compositora com canções que contam sobre sua trajetória e relação com sua espiritualidade, através dos orixás e canções de amor. Ela também faz parte da equipe de produção artística do Salve Arte.  Seu padrinho é: Bira Lourenço, de Porto Velho/RO.

Clique aqui e torne-se um apoiador e-cult

Sobre Deco Rodrigues 6702 Artigos
Jornaleiro/Produtor cultural, social mídia, gestor de conteúdo web, pretenso escritor, autor estreante com o romance Três contra Todos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*