Xana Gallo se debruça sobre o intangível no single inédito “Fantasma”

Xana Gallo Fantasma - Arte de capa por Silvia Katz

A cantora e compositora gaúcha Xana Gallo vem mostrando em uma série de singles suas composições mais recentes, refletindo sobre questões emocionais de cunho pessoal. É o caso de “Fantasma”, inspirada por um relacionamento que chegou ao fim, e ganha uma candura no vocal acompanhado apenas pelo violão de Eugênio Bassi.

A nova faixa, já disponível para streaming, chega também com um vídeo no canal de YouTube da artista.
Ouça “Fantasma”: https://smarturl.it/XanaGalloFantasma

Assista:

Apesar do título sugestivo, Xana Gallo dedica seu cancioneiro a pessoas de carne e osso, a dilemas pessoais de rápida identificação. Foi o caso dos dois primeiros discos, “Mulheres, Sons, Liberdade” (2014) e “Rota de Fuga” (2018), e até mesmo do EP “Roda, Rodou”, onde toca em temas políticos com personalidade. Agora, a cantora se dedica a uma fase mais intimista, trocando produções assinadas por nomes respeitados como Eduardo Neves e Diogo Strausz por uma abordagem mais pessoalista.

Clique aqui e torne-se um apoiador e-cult

“Fantasma” se une a “Meu Mundo”, outra faixa revelada neste novo projeto. O lançamento atual vem acompanhado de uma arte de capa especial: uma pintura feita pela artista plástica argentina Silvia Katz inspirada pela letra da música.

Ouça “Meu Mundo”: https://smarturl.it/XanaGalloMeuMundo

Xana Gallo – Crédito Daniel Faviere

Ao lado do violonista Eugênio Bassi, que acompanha Xana Gallo há muitos anos no arranjo das composições, ela construiu “Fantasma” com a interpretação minimalista que a canção sugeria. “Estou gostando muito desta coisa de violão e voz. Esta levada suave que estamos fazendo permite que as palavras saltem e falem por si mesmas. A música fala sobre um ex-amor que foi um amor muito real… mas enfim, relacionamentos terminam”, sintetiza.

Xana Gallo fez de sua vida um livro aberto em suas mais de trezentas canções. Seu repertório segue crescendo diante das trocas com o público que a artista faz periodicamente em lives em seus perfis na internet ao longo dos últimos meses, onde apresenta canções próprias e de compositores que a inspiraram, compartilhando fatos curiosos e históricos sobre a música brasileira.

Com os novos singles, Xana Gallo resgata suas composições intimistas, com um olhar memorialista mas sem perder o foco do futuro. Outras novidades já estão projetadas para 2021.

Ficha técnica
Gravação ao vivo feita no Rio de Janeiro, no estúdio Tenda da Raposa.
Violão: Eugênio Bassi
Voz: Xana Gallo
Composição (letra e música): Xana Gallo
Arte de capa por Silvia Katz

Letra

Eu te amei tanto e era verdade
Hoje sou uma lembrança
Um fantasma que vê tudo sem falar

Eu te amei tanto e era verdade
Cada verso da canção que diz
Que o meu coração de primeira veio a conquistar
Eu te amei tanto e não sei como você está

Mas você tem amor pra dar
Você tem amor pra dar
Eu te amei tanto e hoje você tem amor pra dar

Eu passo longe da sua vida
Hoje sou uma lembrança
Um fantasma que não quer atrapalhar

Eu te amei tanto e não sei como você está

Mas você tem amor pra dar
Você tem amor pra dar
Eu te amei tanto e hoje você tem amor pra dar

Clique aqui e torne-se um apoiador e-cult

Fonte: Nathália Pandeló Corrêa – Build Up Media

Sobre Deco Rodrigues 6560 Artigos
Jornaleiro/Produtor cultural, social mídia, gestor de conteúdo web, pretenso escritor, autor estreante com o romance Três contra Todos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*