Bloco da Laje dá sequência à gravação dos clipes que integram o projeto Natura Musical

A produção de um álbum visual e ainda shows em Porto Alegre e São Paulo são as próximas etapas do Bloco da Laje 4 Estações.

São quatro as músicas escolhidas pelo Bloco da Laje para integrar o álbum visual que fará parte do projeto 4 Estações: ‘O que tu tem cidadão’ (Julia Rodrigues e Antônio Ternura), gravado em maio; ‘Recanto Africano’ (Juliano Barros e Tuane Eggers), que será gravado dias 21 e 22 de junho; ‘Pregadão’ (Thiago Lazeri e Biel Gomes); e ‘Deixa Brincar’ (Diego Machado e Martino Piccininni), com gravações previstas para julho. A direção geral dos vídeos é de Thiago Lazeri e a direção artística é de Diego Machado, Julia Rodrigues e Juliano Barros.

O projeto foi selecionado pelo Natura Musical por meio do edital 2018 com financiamento da Lei de Incentivo à Cultura Pró-Cultura RS por meio da Secretaria de Estado da Cultura e do Governo do Estado do Rio Grande do Sul.

“Coletivos como o Bloco da Laje ampliam a voz de movimentos efervescentes que buscam maior espaço dentro e fora do mercado musical”, afirma Fernanda Paiva, gerente de Marketing Institucional da Natura. “Ao investirmos nesses grupos, apostamos em toda a rede de pessoas conectadas por propósitos socioculturais, multiplicando assim o alcance de um patrocínio”.

‘Recanto Africano’, a música que terá seu clipe gravado nos próximos dias 21 e 22, foi composta por Camila Falcão (uma das cantoras do Bloco da Laje que vive a personagem central no clipe) e Thiago Lazeri. A direção do clipe é compartilhada entre Tuane Eggers e Juliano Barros, a direção de fotografia é de Eduardo Nascimento, e quem assina a direção de arte é Rafael Silva. Tuane tem um trabalho artístico e fotográfico que eleva as minúcias da natureza. Juliano Barros é ator, diretor artístico e fundador do coletivo Bloco da Laje. A mistura entre os dois é uma tentativa de reunir duas visões que ampliam e ressignificam um dos momentos mais potentes do Bloco da Laje: os ensaios abertos.

Desde 2011 o Bloco realiza seus ensaios abertos como espaço de criação, convívio e troca na cidade. A canção ‘Recanto Africano’ fala desse momento importante para o coletivo nesse espaço sagrado para o grupo. Situado no coração do Parque da Redenção em Porto Alegre, o Recanto Europeu foi rebatizado pela Laje com o nome de Recanto Africano. Dessa forma fortaleceu a narrativa do parque mais popular da cidade como território histórico de luta e liberdade da população negra no período da escravidão.

O clipe homenageia também o ritual da brincadeira e da dança propostos pelo grupo. Estátuas ganham vida e saem para brincar com uma pequena multidão que se forma toda vez que o Bloco da Laje vai ensaiar suas músicas e jogos teatrais na rua.

Sobre o Bloco da Laje
O coletivo que nasceu com as raízes no teatro e que tem em sua essência essa arte como fio condutor, é hoje um dos mais representativos do sul do Brasil, com premiações, apresentações em grandes festivais e um grande público que o acompanha.

Formado por indivíduos vindos das mais diversas áreas de atuação, o grupo construiu um trabalho autoral cênico, musical e carnavalizado, resultando num ditirambo. A composição estética do grupo se origina no improviso, na alegria, no encontro. O conceito “Laje” considera mais a criatividade do que o luxo, mais a beleza do artesanal do que a beleza padronizada. Show, teatro, reivindicação do direito da alegria, celebração da arte do encontro e da brincadeira, resistência, resgate do espaço público, da arte na rua.

Gravação do clipe de Recanto Africano
Quando? 21 e 22 de junho de 2019
Onde? Parque da Redenção / Porto Alegre
Bloco da Laje 4 Estações
Produção: Marquise 51

Fonte: Bebê Baumgarten Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *