6º Sesc Mulher tem programação cultural de março a abril em Porto Alegre

Com espetáculos teatrais, bate-papos, oficinas e entre outras atividades, a ação acontece entre os dias 08 de março e 9 de abril, na Unidade do Sesc Centro.

Pelo sexto ano seguido, o Sistema Fecomércio-RS/Sesc realiza o Sesc Mulher, evento que conta com intensa programação cultural em alusão ao Dia da Mulher (8 de março), e ocorre entre os dias 08 de março e 9 de abril. Neste ano, são 15 atrações, entre espetáculos teatrais, bate-papos, oficinas, sessões de cinema e oficinas, que fazem parte da agenda Arte Sesc – Cultura por toda parte, de forma gratuita e paga. Mais informações podem ser obtidas no telefone (51) 3284-2070, no site www.sesc-rs.com.br/centro e na página www.facebook.com/sescportoalegre.

Cida Moreira - Foto: Nilton Serra
Cida Moreira – Foto: Nilton Serra

Entre os destaques da programação, o Sesc Centro realiza o show “Soledade”, de Cida Moreira, no Theatro São Pedro. No palco, Cida interpreta clássicos de Belchior, Caetano Veloso, Leonardo Cohen e Tom Waitts. Conhecida por sua voz potente e intensa personalidade cênica, a cantora define “Soledade” como um estado poético e musical. A apresentação acontece às 21h do dia 15 de março e os ingressos têm valores entre R$ 15 e R$ 40.

Mulheragem Frida -  Foto: Lucca Curtolo
Mulheragem Frida –
Foto: Lucca Curtolo

Nas artes cênicas, entre os destaques, está a peça “Mulheragem”, do Coletivo Mulheragem, nos dias 09 e 10 de março, às 20h, no Teatro Sesc Centro (Av. Alberto Bins, 665). O espetáculo reúne sete cenas curtas que refazem a memória de mulheres na história e denunciam as violências cometidas contra elas. Com duração de 80 minutos, os ingressos para as apresentações estão disponíveis nos valores de R$ 11 para a categoria Comércio e Serviços com Cartão Sesc/Senac; R$ 16,50 para empresários, estudantes, classe artística, idosos e professores; e R$ 33 para o público em geral. Após a peça, as atrizes faram um bate-papo com o público.

Com entrada franca, entre os dias 08 de março e 9 de abril, acontece a exposição coletiva “Fissuras: diálogos silenciosos de três mulheres”, por Lilian Maus, Natália Leite, Durvalina Celestino e Claudina Pereira (in memoriam), com curadoria de Daniela Pinheiro Machado Kern. O trabalho pode ser visto no Café Sesc Centro, de segunda a sexta, das 8h às 20h, e aos finais de semana, 1h antes de cada apresentação do Teatro. Bem como no Espaço Multicultural Livros sobre Trilhos (Estação Mercado da Trensurb), das 8h às 00h.

Já ao ar livre, no dia 08, ocorre a intervenção artística “Mulher – Mosaico Sonoro – Corporal”, com o BatuKatu Grupo Artístico, na Praça Dom Sebastião (entre o Colégio Marista Rosário e o Hospital da Criança Santo Antônio), às 12h. A apresentação mescla tecnologia e música corporal para compor um mosaico sonoro com fragmentos de canções e poemas escritos, exclusivamente, por mulheres e executado com sons essencialmente orgânicos (voz falada, cantada, percussão corporal e vocal).

Fissuras - Foto: Lilian Maus
Fissuras – Foto: Lilian Maus

Ainda fazem parte da programação, oficinas artísticas gratuitas, exclusivas para o público feminino, que já estão com as inscrições abertas. As interessadas devem entrar em contato pelo e-mail culturacentro@sesc-rs.com.br ou pelo telefone (51) 3284-2072. Entre as ações, está a “Oficina Fissuras: diálogos silenciosos de três mulheres”, com Lilian Maus, no dia 13 de março, que vai utilizar a aquarela para percepção e construção da paisagem a partir de exercícios de experimentação sobre papel. Com dois horários disponíveis, às 14h e às 16h, cada turma tem duração de 2h e o número máximo de 15 alunos. E no dia 10 de março, as atrizes da peça Mulheragem vão receber mulheres para um exercício de vivência teatral e encontro, das 14h às 16h, na Oficina de Artes Cênicas. Com classificação livre, a atividade tem o tempo de 2h e as vagas são limitadas.

Ao longo do mês de março, o público também poderá exercer sua solidariedade: o Sesc Centro receberá doações de café em pó, que será revertido para a Casa do Artista Rio-Grandense. Confira abaixo a programação completa do 6º Sesc Mulher.

6º Sesc Mulher – Porto Alegre
De 09 de março a 10 de abril

08/03 a 09/04
Exposição Coletiva: “Fissuras: diálogos silenciosos de três mulheres”
Lilian Maus, Natália Leite, Durvalina Celestino e Claudina Pereira (in memoriam), com curadoria de Daniela Pinheiro Machado Kern (RS)
Locais: Café Sesc Centro (Av. Alberto Bins, 665) e Espaço Multicultural Livros sobre Trilhos (estação Mercado da Trensurb)
Horários: 8h às 20h – no Café Sesc Centro segunda a sexta – aos finais de semana, 1h antes de cada apresentação do teatro) e das 8h às 24h – no Espaço Multicultural Livros sobre Trilhos
Sinopse: é por meio de fissuras das imagens e palavras que três mulheres com diferentes rotinas estabelecem um diálogo poético silencioso: Lilian Maus pinta, Natália Leite borda e Claudina Pereira escreve. Lilian é artista visual formada pelo IA/UFRGS, enquanto Natália e Claudina eram pacientes da Oficina de Criatividade Nise da Silveira (HPSP). Mais do que uma atividade complementar à vida dessas mulheres, o gesto de pintar, bordar e escrever dá vazão ao que da vida lhes excede, permitindo, a partir de diferentes sensibilidades, um melhor convívio entre paisagem interior e exterior. Fernando Pessoa já dizia que todo estado de alma é uma paisagem. Em tempos difíceis talvez seja justo esse espaço interior, onde a matéria da nossa vida física se agita, que deva ser primeiro trabalhado. É aí que se alicerça o terreno da auto-transformação e da micropolítica e não apenas da livre-expressão. E é a partir dele que este projeto busca promover a valorização da mulher nos seus modos de ver e habitar o mundo.
Classificação: livre

08/03
“Mulher – Mosaico Sonoro – Corporal”
BatuKatu Grupo Artístico – Núcleo BatuKatu (RS)
Local: Praça Dom Sebastião (entre o Colégio Marista Rosário e o Hospital da Criança Santo Antônio)
Horário: 12h
Sinopse: o Núcleo BatuKatu apresenta “Mulher – Mosaico Sonoro – Corporal”, uma intervenção artística (cênico-musical) urbana, inédita e interativa, que mescla tecnologia e música corporal para compor um mosaico sonoro com fragmentos de canções e poemas escritos exclusivamente por mulheres, executado com sons essencialmente orgânicos (voz falada, cantada, percussão corporal e vocal) e com participação de transeuntes e do público expectador. Especialmente concebida para reverenciar as mulheres em seu dia e referenciar exclusivamente mulheres compositoras, poetisas e rappers, a performance é dividida em três momentos distintos, e pretende provocar encantamento e reflexões acerca das dores e delícias de ser mulher no Brasil. Na abertura, um arranjo autoral com trechos de canções e ritmos marcantes chama o público e tece um panorama do riquíssimo legado musical das compositoras que marcaram a história da música no Brasil, desde a pioneira Chiquinha Gonzaga até as expoentes mais recentes como Karol Conka. No momento mais intimista da performance, uma sequência de improvisações cênico-musicais trazem versos de poemas que descrevem o universo feminino permeados com células melódicas e rítmicas – algumas sugeridas pelo próprio público, por meio de dinâmicas de criação espontânea-intuitiva. Encerrando a intervenção, nova tecelagem de canções que homenageiam as mulheres e evocam o poder, a graça e o sagrado feminino.
Classificação: livre
Duração: 40 minutos
Entrada Franca

09 e 10/03
Espetáculo Mulheragem
Mulheragem (RS)
Local: Teatro do Sesc Centro (Av. Alberto Bins, 665)
Horário: 20h
Após os espetáculos haverá bate-papo com as atrizes
Sinopse: Mulheragem reúne sete cenas curtas que refazem a memória de mulheres na história e denunciam as violências cometidas contra elas. Poderosas e inquietas, elas foram protagonistas mesmo em épocas contraditórias, lutando pelos seus direitos e conquistando seu espaço. Sete atrizes inspiradoras trazem à tona biografias que nos foram subtraídas e histórias que nunca tiveram espaço para serem contadas. Se uma mulher no palco já representa um ato de resistência, sete mulheres pautando o universo feminino é essencialmente revolucionário.
Classificação: livre
Duração: 80 minutos
Ingressos: nos valores de R$ 11 para a categoria Comércio e Serviços com Cartão Sesc/Senac; R$ 16,50 para empresários, estudantes, classe artística, idosos e professores; e R$ 33 para o público em geral

11/03
Eu não Sou Macaco
Grupo: Co-produção Usina do Trabalho do Ator (RS)
Local: Parque da Redenção (Trecho entre campo de bocha e o Parquinho da Redenção)
Horários: 12h e 14h
Sinopse: Ação performática que denuncia diversas injustiças cometidas em relação aos cidadãos da etnia negra. Utilizando-se da linguagem teatral como forma de manifestação política, a atriz Dedy Ricardo retoma os nomes e assume as identidades e as histórias de Cláudia da Silva Ferreira – a mulher arrastada por uma viatura da polícia pelas ruas de favela do Rio de Janeiro, Amarildo Dias de Souza – desaparecido após interrogatório na Unidade de Polícia Pacificadora na Rocinha, Paulo Afonso Soares – militante gay assassinado em Porto Alegre – além de figuras históricas, como João Cândido e os lanceiros negros, como forma de manter acesa a capacidade de indignar-se com tais injustiças e relembrá-las, para que não tornem a acontecer novamente.
Entrada Franca

12/03
Filme: Divã
Local: Teatro do Sesc Centro (Av. Alberto Bins, 665)
Horário: 12h30
Gênero: Comédia/Drama
Direção: José Alvarenga Jr.
Ano: 2009
Sinopse: “Divã” conta a história de Mercedes, uma mulher de 40 anos que vive às voltas com as alegrias e desafios da sociedade contemporânea. Casada e mãe de dois filhos, Mercedes decide, mesmo sem saber bem o porquê, procurar um psicanalista. E, assim, o que antes era apenas uma curiosidade, se transforma em uma experiência devastadora, que provoca uma série de mudanças em sua vida cotidiana.
Classificação: 14 anos
Duração: 88 minutos
Entrada Franca

13/03
Oficina Fissuras: diálogos silenciosos de três mulheres
Ministrante: Lilian Maus
Local: Teatro do Sesc Centro (Av. Alberto Binns 665)
Horários: 14h às 16h
Sinopse: oficina de aquarela para percepção e construção da paisagem a partir de exercícios de experimentação sobre papel.
Duração: 2h
Inscrições: pelo e-mail culturacentro@sesc-rs.com.br ou pelo telefone 3284.2072
Vaga para 15 alunos

15/03
Soledade
Cida Moreira (SP)
Local: Theatro São Pedro (Rua. Praça Marechal Deodoro s/nº)
Horário: 21h
Sinopse: Cida Moreira em Soledade, canta grandes compositores brasileiros, como Belchior, Caetano Veloso e muitos outros. No repertório eclético, temos Leonardo Cohen e Tom Waitts. Para Cida Moreira, “Soledade é um estado poético e musical, um sentimento de soledade pessoal e outros muitos sentidos vindos da memória, da poesia, de uma viagem antiga pelas cidades, pelos amores, pelas grandes referências a um estado de alma feminino, de uma artista que em tudo canta um Brasil profundo.”
Classificação: livre
Duração: 60 minutos
Ingressos: nos valores de R$ 15 para a categoria Comércio e Serviços com Cartão Sesc/Senac; R$ 20 para empresários, estudantes, classe artística, idosos e professores; e R$ 40 para o público em geral

19/03
Filme: As mães de Chico Xavier
Local: Teatro do Sesc Centro (Av. Alberto Bins, 665)
Horário: 12h30
Gênero: Drama
Direção: Glauber Filho e Halder Gomes
Ano: 1998
Sinopse: Ruth (Via Negromonte) tem um filho adolescente, que enfrenta problemas com drogas. Elisa (Vanessa Gerbelli) tenta compensar a ausência do marido dando atenção total ao filho, Theo (Gabriel Pontes). Lara (Tainá Muller) é uma professora, que enfrenta o dilema de uma gravidez indesejada. Estas três mulheres se encontram quando, cada um por um motivo particular, resolvem procurar a ajuda do médium Chico Xavier (Nelson Xavier).
Classificação: 12 anos
Duração: 120 minutos
Entrada Franca

20/03
Transição de Gênero: Construindo uma nova existência
Com Atena Beauvoir
Local: Café do Sesc Centro (Av. Alberto Bins, 665)
Horário: 19h
Sinopse: Um bate-papo com Atena Beauvoir, que é mulher transexual, educadora, filósofa e escritora, premiada em 2013 e 2014 em ciências humanas pela IFRS/POA e menção honrosa pela atuação em defesa e promoção dos direitos humanos LGBT na cidade de Canoas, escreveu o livro Contos Transantropológicos, uma série de contos, que buscam oferecer um novo olhar para a existência do ser fenomenologicamente humano.
Classificação: livre
Duração: 60 minutos
Entrada Franca

22/03
Prosa em pauta
Com Valesca de Assis, Renata Wolff e Priscila Pasko
Local: Espaço Saber e Lazer Sesc Centro (Av. Alberto Bins, 665)
Horário: 16h
Sinopse: comemorando o Dia Internacional da Mulher, as escritoras Valesca de Assis, Patrona da Feira do Livro de Porto Alegre 2017 e Renata Wolff, finalista no Prêmio Jabuti com o livro Fim de Festa debatem nesse encontro de gerações, a mulher na prosa. Como mediadora a jornalista e escritora Priscila Pasko.
Classificação: livre
Duração: 90 minutos
Entrada Franca

26/03
Filme: De Pernas pro Ar 2
Local: Teatro do Sesc Centro (Av. Alberto Bins, 665)
Horário: 12h30
Gênero: Comédia
Direção: Glauber Filho e Halder Gomes
Ano: 2010
Sinopse: Alice é uma mulher workaholic que tenta se equilibrar entre a rotina do trabalho e a família. Depois de perder o emprego e o marido, Alice vai descobrir com a ajuda da vizinha Marcela que é possível ser uma profissional de sucesso sem deixar os prazeres da vida de lado. O filme discute com leveza e humor os deliciosos conflitos das mulheres modernas.
Classificação: 14 anos
Duração: 98 minutos

28/03
Clube de Leitura Sesc Centro
Leituras poéticas: A mulher e a poesia
Local: Espaço Saber e Lazer Sesc Centro (Av. Alberto Bins, 665)
Horário: 16h
Sinopse: Clube de leitura Sesc Centro em homenagem ao Dia Mundial da Poesia e o Mês da Mulher, convida para Leituras Poéticas, onde leremos poesias escrita por poetas mulheres. Traga sua poesia e venha ler conosco.
Classificação: livre
Duração: 90 minutos
Entrada Franca

10/04
Oficina Mulheragem
Com Mulheragem (RS)
Local: Teatro do Sesc Centro (Av. Alberto Bins, 665)
Horários: 14h às 16h
Sinopse: a mandala de atrizes que compõem essa seleção de solos, recebe mulheres para um exercício de vivência teatral e encontro. Abertura – acolhimento, roda, conversa informal sobre os processos de cada atriz e as motivações de cada solo, cada uma das mulheres citadas na composição do MULHERAGEM, troca, sensações. Qual a mulher que mais te inspira? até onde tu conhece da tua linhagem feminina? Quem é você agora? roda e canções. ritual. Segunda parte – vivência prática; apropriação e percepção do corpo; jogos teatrais; improvisações sobre as inspirações e ponderações feitas na abertura da oficina. Mais mulheres lembradas, jogo de cena, jogo de lembrar, memória.
Classificação: livre (mulheres de todas as idades podem se inscrever)
Duração: 2 horas
Inscrições: pelo e-mail culturacentro@sesc-rs.com.br ou pelo telefone 3284.2072

Mulheragem Madalena -  Foto: Marcelo Cabrera
Mulheragem Madalena –
Foto: Marcelo Cabrera

Fonte: Usina de Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *