Arte de Bero Moraes é renovada no muro do TTP em Pelotas

A lenda da vitória-régia serviu de inspiração para nova obra do artista.

Foto: Igor Islabao - Satolep Press
Foto: Igor Islabao – Satolep Press

O muro do Terminal do Porto de Pelotas conta com uma nova obra do artista Bero Moraes. A arte integra o painel do Arte no Muro 1, dentro do projeto do OTROPORTO – inciativa da Sagres e CMPC Celulose Riograndense nas ações de revitalização da orla portuária. A inspiração para a nova pintura em grafite veio através do folclore brasileiro. “Eu buscava um tema que falasse de águas e pessoas e acabei encontrando a história da Vitória-Régia, um clássico nacional”, salienta. O painel está localizado no muro acústico da rua Conde de Porto Alegre.

Foto: Igor Islabao - Satolep Press
Foto: Igor Islabao – Satolep Press

INSPIRAÇÃO – A lenda indígena retrata a origem da planta aquática que é um símbolo da Amazônia. Segundo consta, a vitória-régia era originalmente uma índia que se afogou após inclinar-se no rio para tentar beijar o reflexo da lua – ou Jaci, como acreditavam os índios. Ao perceber que a índia morrera afogada, em vez de transformá-la em uma estrela – como fazia com as outras índias, Jaci fez dela uma planta aquática. Hoje a vitória-régia é conhecida como a estrela das águas. Na inspiração do artista, o mural é apresentado com um pequeno pântano, repleto de plantas originais do Brasil, em meio a elementos míticos. “Não poderia faltar a lua e uma pequena silhueta da índia Naiá, como pano de fundo do desenho, já que ela é a grande personagem desta história”, descreve Bero.

Foto: Igor Islabao - Satolep Press
Foto: Igor Islabao – Satolep Press

ARTE NO MURO II – Nos próximos dias os artistas selecionados para o Arte no Muro 2 entram em ação. Entre julho e setembro os seis artistas vencedores do edital de seleção produzem as obras propostas para os painéis do muro do TPP na extensão da rua João Pessoa. Os artistas selecionados – entre os 50 inscritos – são José Augusto Amaro Handa – ZEZÃO (Mariporã/SP), Bethoven Mendonça (Pelotas/RS), James Shwantz Duarte (Pelotas/RS), Derlon Almeida de Lima – DERLON (São Paulo/SP), Edmilson Vitória de Vasconcelos (Florianópolis/SC), Rafael Neckel Machado – LEMMAS (Florianópolis/SC). A escolha das obras foi feita pela curadoria formada pelo professor da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), José Luiz de Pellegrin – doutor em Artes pela USP, pelo secretário de Cultura, Giorgio Ronna, pelo publicitário Franco Xavier, pelo artista Bero Moraes – integrante da primeira etapa do Arte no Muro, pela arquiteta Fernanda Pereira, pelo mestrando Fabrício Barreto – que desenvolve pesquisa sobre arte urbana na região do Porto, e integrantes do OTROPORTO.

Fonte: Satolep Press

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *