Cia Informal busca seu espaço e aposta em nova fase

0
149

Mantenedores

“Olá. Sente-se. Não gostaria de uma xícara de café? Eu faço, é rapidinho.”

A companhia informal de artes cênicas é um grupo artístico-cultural que já existe há um ano. Desde sua criação, esteve envolvido em projetos sociais, animações e apresentações beneficentes. Ações que sempre fizeram parte de suas manifestações culturais. O nome característico se deve ao fato de seus idealizadores sempre estarem em busca da sensação de “se estar à vontade” para criar. Liberdade de expressão e a informalidade são os principais focos. “Informal não é sinônimo de ‘desorganização’ ou ‘brincadeira’. Independente do porque nos procuram, seja por hobby, auto-conhecimento, profissão ou simplesmente conhecer algo novo, não podemos esquecer do quanto queremos levar essa história a sério, com responsabilidade.” afirma Andressa, coordenadora e fundadora da cia.

O ano apenas começou e o grupo já está a todo vapor, preparando novidades para deixar sua marca. “São muitas ideias e temos que ver o que é mais viável tornar realidade dentro do que nos dispomos a abraçar.” revela Andressa. Através da dança e do teatro eles encontraram seu próprio jeito de expressar a arte.  Workshops, oficinas, performances, intervenções e aulas são os planos para este ano. “É como afiar madeira. A cada aula, nossos integrantes vão conhecendo técnicas e nós vamos polindo e lapidando. Nosso trabalho é transformá-los em verdadeiras lanças.”

A cia acredita que cada pessoa tem algo de especial, uma habilidade que está adormecida, esperando algum estímulo.  A proposta é desenvolver um olhar diferente do cotidiano além de incorporar artistas já existentes e promover o contato direto, e de maneira popular, com a arte. “A grande dificuldade para grupos iniciantes é lugar para ocorrer os encontros. Recentemente, o grupo firmou compromisso com o espaço de arte do Ágape. Foi o que precisávamos. O local já é ambientado e próprio para isso.” Aqui, o que o grupo oferece:

O que: Aulas no espaço de arte Ágape
Quando: Início, 14 de março (aula experimental, 10 de março)
Horário: Quartas e Sábados das 16h às 18h.
Onde: Espaço de arte Ágape –  Rua Anchieta, 4480 – entre Juscelino Kubitschek e Dom Joaquim
Idade mínima 16 anos.

As inscrições para a aula experimental, que acontecerá dia 10 de março, quarta-feira, já podem ser feitas pelo telefone (53) 8403-3536 ou (53) 3229-3713. Vagas Limitadas.

As inscrições para as aulas regulares, início 14 de março, já podem ser feitas, também, pelo telefone (53) 8403-3536 ou (53) 3229-3713. Vagas limitadas.

Mais informações no blog: ciainformal.blogspot.com

“Mas já estão indo embora? Não querem ficar mais um pouco? Eu faço outro café.”

Texto: Luiz Germano
Acadêmico do curso de Comunicação Social – Habilitação Jornalismo pela UCPel

SEM COMENTÁRIO