‘Crianças Cantoras do IPDAE’ lançam o primeiro CD com show em Porto Alegre

0
299

Mantenedores

O coro da Escola de Música do Instituto Popular de Arte-Educação, composto por 48 alunos entre 8 e 14 anos, faz show no Teatro do Centro Histórico da Santa Casa, dia 28 de maio.

O coro Crianças Cantoras do IPDAE, da Escola de Música do Instituto Popular de Arte-Educação, lança oficialmente o seu primeiro CD com um show no domingo, 28 de maio, em Porto Alegre. A apresentação acontece no Teatro do Centro Histórico Cultural da Santa Casa (Av. Independência, 75), às 16h, com entrada franca. A distribuição de senhas inicia às 14h. Interessados no disco podem adquiri-lo no local, por R$ 20.

Foto: Claudio Etges
Foto: Claudio Etges

O grupo, de 48 alunos e alunas, entre 8 e 14 anos, é fruto do trabalho desenvolvido nos últimos 3,5 anos sob a batuta da professora e maestrina Priscila Medina Gubert, conhecida como Cuca Medina. O coro é uma das atividades da disciplina de Prática Coral na Escola de Música IPDAE, e as vozes são divididas em três naipes: duas mais agudas infantis e a terceira constituída majoritariamente por meninos em fase de mudança vocal. “Cada criança traz o seu potencial expressivo, a sua vibração individual, e na buscar de cantar em conjunto, com o movimento de vozes e o imaginar com a escuta ‘ligada’, cria, também, uma relação de colaboração no sentido mais profundo da palavra”, define Cuca.

De acordo com a maestrina, o grupo artístico Crianças Cantoras do IPDAE é bem peculiar em Porto Alegre, porque os alunos são tratados como pequenos musicistas. Paralelamente à participação no coro, eles recebem formação musical dentro de uma estrutura curricular com três disciplinas: instrumento, prática coral e teoria e percepção musical. “A instituição não prima apenas pelo lúdico, por um passatempo. Tem um perfil mais técnico, de formação artística, de formação de musicistas”, detalha a professora.

Para as crianças, fazer parte do IPDAE e ter a oportunidade de estudar música é, em sua própria definição, uma felicidade. Algumas participam porque gostam de música, da convivência com as crianças, e outros já procuram a instituição com o firme propósito de estudar para poderem concretizar o seu maior desejo: tornarem-se cantores, pianistas, violinistas, flautistas etc. Este é o caso de Tiago da Silveira Cruz, de 14 anos. Integrante do grupo desde 2013, vem desenvolvendo a sua técnica vocal e encantando a todos com o seu talento ao piano. “Eu pretende me tornar musicista, pois sonho em seguir carreira como pianista desde muito pequeno. Este objetivo eu já estou quase alcançando, e com a ajuda da professora, do que ela nos ensina, vou conseguir cantar profissionalmente também”, revela o estudante, ainda salientando que pensa fazer faculdade de Música.

Isabele Machado Alves, 10 anos, iniciou na instituição em 2016 já sabendo exatamente o queria. Será cantora lírica e pianista. “Eu lembro que desde os 4 anos sempre gostei de tocar piano. Quando chego no IPDAE fico muito feliz de estar com os meus amigos, de poder tocar e cantar, porque é disso que eu gosto”, revela a aluna, tão empolgada que reforça (do alto dos seus 10 anos): “Eu gosto muito, muito de música, desde criança!”.

Capa CD Criancas Cantoras do IPDAE -  Foto Fábio Rebelo
Capa CD Criancas Cantoras do IPDAE –
Foto Fábio Rebelo

Repertório
Além de estudar canto, um instrumento e teoria e percepção musical, os integrantes do grupo Crianças Cantoras do IPDAE têm acesso a um repertório de profundidade estética artística. As faixas selecionadas evidenciam o tom da multiplicidade e prestam homenagem à vários artistas e à diferentes culturas. A educadora vocal e maestrina Cuca entende o repertório como uma ferramenta para proporcionar aos alunos o contato com diversificadas elaborações musicais, bem como contribuir na sua formação cultural.

As músicas apresentadas no espetáculo são as mesmas do disco, além de outras surpresas. São títulos de Hermeto Pascoal, de Thelma Chan, Sá & Guarabyra, do folclore brasileiro, japonês e israelense, do período renascentista, com espaço também para a música eletrônica, como a do grupo alemão Kraftwerk.

No palco, para acompanhar as Crianças Cantoras do IPDAE, os músicos Luciano Dal Molin (contrabaixo), Rafael Marques (flauta transversa), Elisander Dutra da Cunha (fagote), Lucas Duarte da Silva (violoncelo), Pamela Ramos (piano) e Eliza do Amaral Lopes (violino).

A maestrina | Priscila Medina Gubert (Cuca Medina)
Nasceu, reside e trabalha em Porto Alegre. É cantora, tecladista, compositora, regente e educadora musical. Iniciou os estudos musicais com a avó, na infância, que a ensinou a tocar piano; já o canto foi aos 12 anos no Coral da Escola Técnica da UFRGS. Participou de diversos grupos, entre eles a banda Além d’Alma, a banda de Júpiter Maçã, dedicando-se também ao seu próprio trabalho artístico autoral. É bacharel e mestre em Música pela UFRGS, com orientação de Antônio Borges-Cunha. Estudou Regência com Manuel Figueiredo, Vilson Gavaldão e Haidi Elise Georg; e música eletrônica com Eloy Fritsch.

SHOW DE LANÇAMENTO OFICIAL DO CD ‘CRIANÇAS CANTORAS DO IPDAE’
Coro Infantil da Escola de Música IPDAE – Regência de Priscila Medina Gubert (Cuca Medina)
Quando: 28 de maio, domingo, às 16h
Onde: Centro Histórico Cultural da Santa Casa (Av. Independência, 75 – Porto Alegre)
Quanto: Entrada Franca, com distribuição de senhas a partir das 14h
Promoção: Instituto Popular de Arte-Educação (IPDAE)

FICHA TÉCNICA DO CD
Músicas:
1) Ah… Braços (Thelma Chan) – Cuca Medina / Piano
2) Tongo (adaptação: Cuca Medina)
3) Samba Lelê (folclore brasileiro) – Luciano Dal Molin/Contrabaixo
4) Caranguejo Não é Peixe (folclore brasileiro – arranjo: Cuca Medina)
José Wenceslau Crespo Ribeiro Moreira/Violoncelo – Thiago de Souza Pinto/Viola – Iris Fritzen Andrade/Violino
5) O Kina Kuri No (folclore japonês – cânone a 2 vozes)
6) Da Pacem Domine – Melchior Franck – arranjo: Mary Goetze
José Wenceslau Crespo Ribeiro Moreira/Violoncelo – Rafael Marques/Flauta Transversal – Iris Fritzen Andrade/Violino – Cuca Medina/Sequenciamento
7) Tsena, Tsena (folclore de Israel – arranjo: Cuca Medina) – José Wenceslau Crespo Ribeiro Moreira/Violoncelo – Rafael Marques/Flauta Transversal – Thiago de Souza Pinto/Viola – Iris Fritzen Andrade/Violino – Cuca Medina/Piano
8) Na Lua – Música: Kiko Bertolini – Letra: Júlio Pires de Almeida – Arranjo: Gerson Frutuoso – Adaptação e arranjo instrumental: Cuca Medina
José Wenceslau Crespo Ribeiro Moreira/Violoncelo – Pamela Ramos – Thiago de Souza Pinto / Viola – Iris Fritzen Andrade/Violino
9) Pierrot (Cuca Medina) – José Wenceslau Crespo Ribeiro Moreira/Violoncelo – Thiago de Souza Pinto/Viola – Iris Fritzen Andrade/Violino
10) Gato Chinês (Cuca Medina) – Rafael Marques/Flauta Transversal – Thiago de Souza Pinto/Viola – Luciano Dal Molin/Contrabaixo – Luciano Gularte Correa/Flauta Transversal
11) Marinheiro Só (folclore brasileiro – arranjo: Cuca Medina) – Luciano Dal Molin/Contrabaixo – Cuca Medina/Piano
12) Velho Camaleão (Sá & Guarabyra – arranjo: Cuca Medina) – Rafael Marques/Flauta Transversal – Elizander Dutra da Cunha/Fagote – Luciano Gularte Correa/Flauta Transversal
13) Sisters And Brothers (Tribo Seattle EUA – arranjo: Cuca Medina) – Cuca Medina/Piano e Sintetizador
14) Mingau (Thelma Chan – arranjo: Cuca Medina e Crianças Cantoras do IPDAE)
15) Music Non Stop (Kraftwerk – arranjo: Cuca Medina)
16) Nazakumbira (Hermeto Paschoal – arranjo: Cuca Medina)

Sobre a Escola de Música IPDAE | Fundada em 2006, tem como objetivo promover a educação musical de crianças, adolescentes e jovens e contribuir no processo de desenvolvimento sociocultural da comunidade. Atende 250 alunos nos cursos de flauta doce, flauta transversa, violino, viola, violoncelo, piano, contrabaixo, canto coral e teoria musical, além de contar com diferentes grupos musicais. Os cursos são ministrados por profissionais com formação específica ao instrumento que lecionam e com um programa de educação continuada de oito anos de duração.

Sobre o Instituto Popular de Arte-Educação | Em atividade desde abril de 1998, o IPDAE é uma organização da sociedade civil apartidária e sem fins econômicos. Acredita no acesso à leitura, à música, à arte e à cultura como instrumentos mediadores na formação do indivíduo. Hoje administra a Escola de Música, o Museu Comunitário da Lomba do Pinheiro e a Biblioteca Leverdógil de Freitas. A Escola de Música do IPDAE oferece gratuitamente cursos de flauta doce, flauta transversal, violino, viola, violoncelo, piano, canto coral, teoria e percepção musical, e mantém a Orquestra de Câmara , Orquestra Jovem, a Orquestra de Flautas Transversas, a Orquestra de Violoncelo e os Coros Infantil e Infanto-Juvenil.

IPDAE
Av. João de Oliveira Remião, 7193 – Parada 18
Lomba do Pinheiro – Porto Alegre
(51) 3336.3713 | www.ipdae.com.br

Museu Comunitário da Lomba do Pinheiro
Estrada João de Oliveira Remião, 2.874 – Parada 06
Lomba do Pinheiro – Porto Alegre

Fonte: Jornalista Dóris Fialcoff
51 99606.0155 | dfialcoff@gmail.com

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA