Escolas em Pelotas podem ter aulas de Ciência da Computação

Prefeitura e UFPel discutiram a inserção de projeto na rede municipal.

Foto: Marcel Ávila
Foto: Marcel Ávila

A vice-prefeita Paula Mascarenhas e representantes da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) discutiram, nesta sexta-feira (14/10/16), a possibilidade de inserir um projeto de ciência da computação nas escolas da rede municipal de ensino. O objetivo é que os alunos tenham acesso aos fundamentos básicos da área e que seja estimulado o raciocínio lógico, a organização e o aprendizado no processo de resolução de problemas.

“Toda a iniciativa que propõe expandir os horizontes de ensino é de interesse e de grande importância para nós”, destacou Paula, que comentou, ainda, sobre projetos já realizados com estudantes da rede, como as aulas de ballet, remo e taekwondo. A vice afirmou que o trabalho pode iniciar através de aulas no turno inverso nas escolas e que, no futuro, poderá ser aplicado nos educandários que terão turno integral – um dos objetivos do próximo governo na área da educação.

Paula ressaltou a importância de se desenvolver temas como esse com as crianças. “É preciso que elas debatam assuntos que as preparem para o futuro, como a computação, o empreendedorismo e a educação financeira”, disse. Na conversa, foram discutidas questões referentes à implantação do projeto, como os profissionais que vão ministrar as atividades, o público-alvo das aulas e as competências de cada órgão na parceria.

Estiveram no encontro o secretário de Educação e Desporto (Smed), José Francisco Conceição; a diretora de Atividades Pedagógicas da Smed, Loreni Peverada; a professora do curso de Ciência da Computação da UFPel, Simone Cavalheiro; a representante do Departamento de Desporto da prefeitura, Kátia Berni; a representante do Centro Tecnológico Educacional de Pelotas (Cetep), Janaína Lopes; e o representante do Centro de Engenharias da UFPel, Cristiano Ávila.

Fonte: Pelotas.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *