Festival de Cinema Janela Itinerante ocorre em abril em três municípios do RS

A partir de 12 de abril as cidades de Cidreira, Palmares do Sul e Capivari do Sul receberão a primeira edição do Festival de Cinema Janela Itinerante, que promove programação gratuita para o público infantojuvenil.

O projeto é um desdobramento do Festival Primeira Janela – Festival de Cinema Infantojuvenil, que acontece em Porto Alegre desde 2014.

O Janela Itinerante visa levar conteúdos audiovisuais até regiões que não possuem a facilidade de acesso ao universo do cinema, possibilitando crianças e adolescentes a experienciar, vivenciar e ser inserido no contexto do audiovisual. A programação conta com a projeção de filmes raramente exibidos em circuito comercial, visando despertar o interesse da nova geração pelo cinema e oportunizando pela primeira vez o acesso de muitas crianças e jovens a uma sessão de cinema.

O tema desta edição é o som no cinema, elemento de expressão importante na composição dos filmes e que pauta a seleção das obras exibidas, assim como as atividades promovidas pelo evento. Com programação dividida em três dias, o Janela Itinerante promove exibição de filmes, debates com realizadores, oficinas e workshops em escolas dos municípios que receberão o evento e encerra no terceiro dia com a exibição do longa-metragem “As Aventuras do Avião Vermelho”, que terá sua trilha sonora executada ao vivo pela Orquestra Villa-Lobos.

O primeiro dia de atividades conta com a exibição dos curtas-metragens “Vento” de Betânia Furtado, “Pierre e a mochila”, de Iuli Gerbase, e “Lipe, Vovô e o Monstro”, de Felipe Steffens e Carlos Mateus Souza, que foi realizado em conjunto com os alunos do segundo ano da escola municipal de ensino fundamental Vereador Antônio Giudice, em Porto Alegre. Após a exibição, integrantes da equipe realizadora de um dos filmes participam de bate-papo com o público.

No segundo dia de atividades os alunos de 13 a 18 anos participam do Workshop “O Som no Cinema”, ministrado por Caio Amon, onde os integrantes vão explorar o universo do som e da trilha sonora, investigando como são feitos alguns dos recursos mais utilizados no cinema. Para os pequenos, a oficina “Histórias Contadas – Efeitos Sonoros”, contempla crianças de 06 a 12 anos e trabalha a percepção sensível, construção e expressão do som através de vivências, exercícios, jogos e brincadeiras.

Encerrando a programação, no sábado, às 19h30, um cinema a céu aberto receberá a comunidade dos locais para assistir ao longa-metragem de Frederico Pinto e José Maia “As Aventuras do Avião Vermelho”, que terá trilha sonora executada ao vivo pela Orquestra Villa-Lobos que conta com 45 crianças e jovens de 10 a 24 anos.

Janela Itinerante_CartazCom o propósito de aprofundar o diálogo entre cinema e educação, encantar, divertir e despertar na criança e nos jovens a paixão pelo cinema, o Festival Janela Itinerante pensa o cinema e a educação, linguagens que se enriquecem mutuamente, como instrumento de transformação, formação, difusão, qualificação, reciclagem e criatividade. Para que esta formação siga ao longo do ano letivo, uma atividade especial para professores foi realizada no dia 29 de março, em Cidreira. O 1º Encontro Pensando Cinema e Educação com as cineastas, pesquisadoras e educadoras Gilka Vargas e Iara Noemi reuniu 200 professores. A utilização da tecnologia – tão presente na vida dos alunos –, respeitando as múltiplas linguagens da criança e do adolescente, constitui-se em um desafio. Entendendo o cinema como uma arte importante na formação e expressão do indivíduo, como uma forma de produzir conhecimento e como facilitador para trabalhar questões pertinentes às diferentes idades, as palestrantes apresentaram o cinema como mediador no processo de aprendizagem em sala de aula.

O Festival de Cinema Janela Itinerante ocorre em Cidreira entre os dias 12 a 14 de abril, Palmares do Sul de 19 a 21 e Capivari do Sul de 26 a 28, com todas as atividades com entrada franca, financiamento Pró-cultura RS e Governo do Estado do Rio Grande do Sul e realização Mobb Moving Images e Ckooqo Entertainment. Informações no site www.janelaitinerante.com.br.

I FESTIVAL DE CINEMA JANELA ITINERANTE – DE 12 A 28 DE ABRIL

Cidreira – 12, 13 e 14 de abril
Palmares do Sul – 19, 20 e 21 de abril
Capivari do Sul – 26, 27 e 28 de abril

Programação
Exibição de curtas-metragens para as escolas.
Horário: período manhã (09h30 às 11h30) e período tarde (14h00 às 16h00)

Vento02-1024x766Vento – direção Betânia Furtado – Animação – 13’ – Porto Alegre/RS
Sinopse: Uma garrafa com uma mensagem desperta em Gabriel, um garoto solitário, a vontade de aprender a ler e descobrir que o sonho pode estar mais perto do que se imagina.

pierre-3Pierre e a Mochila – direção Iuli Gerbase – Ficção – 10’30” – Porto Alegre/RS
Sinopse: Pierre, um menino de 10 anos, muda-se para a casa de seu avô, após sua mãe ter o abandonado. No novo colégio, Ana, Elisa e Fauna, três meninas muito teimosas, irão ajudá-lo a ficar alegre enquanto eles preparam seu projeto para a aula de ciências: um musical sobre as invenções de Tomas Edison.

lipe_vovo_e_o_monstro_2Lipe, Vovô e o Monstro – direção Felipe Steffens e Carlos Mateus Souza – Animação – 9’ – Porto Alegre/RS
Sinopse: Um menino vai passar o final de semana no sítio dos avós. Durante uma pescaria, ele conhece um segredo de seu avô, e acaba fazendo uma nova e inusitada amizade. Filme realizado em conjunto com os alunos do 2º ano da escola municipal de ensino fundamental Vereador Antônio Giudice, em Porto Alegre.

Oficina e Workshop para as escolas:

O Som no Cinema
Ministrante: Caio Amon
Faixa etária: 13 a 18 anos
Horário: período manhã (09h às 11h) e período tarde (14h às 16h)
Ementa: Nesta oficina iremos explorar o universo do desenho de som e da trilha sonora, investigando como são feitos alguns dos recursos mais utilizados no cinema. O objetivo é ampliar a escuta para os sons do cinema (e do mundo!), e ver o som como possibilidade de criação. A partir deste momento, os sons ao seu redor nunca mais serão os mesmos.

Histórias Contadas – Efeitos Sonoros
Ministrante: Teresa de Lucena e Naida Machado
Faixa etária: 06 a 12 anos
Horário: período manhã (09h às 12h) e período tarde (14h às 17h)
Ementa: A oficina contará uma história através do som e trabalhará com a percepção sensível, construção e expressão do som através de vivências, exercícios, jogos e brincadeiras. As fontes dos trabalhos propostos são a arte educação, a educação brincante, a educação biocêntrica e a percussão corporal.

Mostra Especial de Encerramento na Praça
Orquestra formada por 45 crianças e jovens tocando ao vivo a trilha sonora do filme “As aventuras do avião vermelho”, de Frederico Pinto e José Maia, simultaneamente com a projeção. A Orquestra Villa-Lobos é o resultado do trabalho de educação musical desenvolvido há 26 anos na Escola Municipal de Ensino Fundamental Heitor Villa-Lobos e tem por objetivo proporcionar a crianças e jovens da Lomba do Pinheiro, periferia de Porto Alegre, o acesso ao conhecimento musical e a vivências artísticas e socializadoras, sendo um agente transformador na comunidade.

aviãoAs Aventuras do Avião Vermelho
Direção Frederico Pinto e José Maia – Animação – 1h10m – Porto Alegre/RS – Ano 2014
Sinopse: O filme conta a história de Fernandinho, um menino de 8 anos, que perdeu a mãe há pouco tempo, tornando-se um garoto solitário, sem amigos e com problemas de relacionamento com o pai e na escola. Sem saber como lidar com a situação, o pai tenta conquistá-lo com presentes. Nada funciona até que ele dá para o filho um livro de sua infância. Encantado com a história, Fernandinho decide que precisa de um avião para salvar o Capitão Tormenta – aviador personagem do livro, que está preso no Kamchatka. A bordo do Avião Vermelho e junto com seus brinquedos favoritos, Ursinho e Chocolate, que ganham a vida com sua imaginação, Fernandinho visita lugares inusitados, como a Lua e o fundo do mar, e percorre diferentes territórios – África, China, Índia, Rússia. Ao longo dessa jornada, Fernandinho descobre o prazer da leitura, a importância de ter amigos e o amor do pai.
Janela Itinerante_Cartaz

Ficha técnica
Financiamento: Pró-cultura RS e Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Realização: Mobb Moving Images e Ckooqo Entertainment
Direção Geral e Curadoria: Patrícia Monegatto
Produção Executiva: Letícia Góes Schaurich
Direção de Produção: Tatiana Sirtoli
Assistente de Produção: Nathália Severo
Comunicação e Entretenimento: Letícia Góes Schaurich e Rafael Franskowiak
Coordenação Técnica: Bruna Abubakir e Kadu Mirapalhete
Direção Musical: Everton Rodrigues
Regente Orquestra Villa-Lobos: Cecília Silveira
Músicos Convidados: Vanessa Costa (Trompa) e Felipe Schütz (Contrabaixo)
Técnico de Som: Tiago Becker
Coordenação Pedagógica: Gilka Vargas e Iara Noemi
Apresentador e Mágico: Sandro Dreher
Oficina: Teresa de Lucena e Naida Machado
Workshop: Caio Amon
Ilustração: Galvão Bertazzi
Design Gráfico e Website: Rafael Franskowiak
Assessoria de Imprensa: Bruna Paulin – Assessoria de Flor em Flor
Social Media: Okta Branding & Design
Vinheta: Bruna Abubakir e Max Laux
Locução Vinheta: Amanda de Sá Matos, Antônio de Almeida Bueno, Benício Schaurich Franskowiak, João Vitor de Sá Matos, Juan Ferronato Pinto, Matheus Severo, Miguel Franskowiak Bacaicoa da Silva e Nathália Severo.
Making Of: Fábio Canale
Concepção Troféu: Sandro Dreher
Produção Troféu: Brascril
Projeção, Iluminação e Sonorização: Impacto Vento Norte
Transporte: Motorhome Frajola

Fonte: Bruna Paulin – Assessoria de Flor em Flor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *