Fotografia para quem não pode enxengar

O fotógrafo paulista Antônio Walter Barbero – ou Teco, como é conhecido – sabe bem sobre essa técnica. Com apenas 5% da visão, ele percorre o país para mostrar que é possível fazer fotografia sem conseguir enxergar.

Durante toda a tarde de quinta-feira, Teco esteve em Pelotas, no sul do Estado, para ensinar aos alunos da Escola Louis Braille que, na arte de fotografar, não existem limites. A única recomendação do curso exclusivo a pessoas com deficiência visual era para que cada um levasse uma câmera fotográfica.

A principal instrução: usar as mãos para enxergar o objeto que se quer fotografar. E isso não para transformar as pessoas em fotógrafos profissionais, mas para provar a elas mesmas que os outros sentidos são capazes de substituir o que os olhos não veem.

>> Assista o vídeo produzido pelo fotógrafo Nauro Júnior

Matéria completa no ClicRBS Pelotas.

Foto: Nauro Júnior

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *