Galeria de Arte UFPel recebe exposição inspirada em prédios históricos

A arte como terapia, uma mente repleta de ideias e disposição para realizá-las são os motivos que levam a artista plástica Nely Afonso Rodeghiero a emprestar ao público um pouco do seu olhar sobre as belezas arquitetônicas da cidade de Pelotas. A nova exposição da Galeria de Arte da Universidade Católica de Pelotas (Garte/UCPel) mostra uma rica releitura de paisagens, pontos turísticos e prédios históricos impressa detalhadamente em telhas pela artista autodidata, que aos 81 anos continua produzindo.

Professora primária desde 1950 e hoje aposentada, Nely começou pintando tecidos em 1998 motivada por um grupo de amigas após entrar em depressão devido à perda de seu companheiro de vida. Em seguida, começou a pintar telas e pôde perceber a evolução do seu trabalho. “Através da arte juntam-se linhas, formas e cores que começam a ocupar espaços, embelezar e enriquecer o nosso espírito”, comenta a artista.

Nely trabalha com materiais descartados, como telhas, vidros, espelhos e potes, produzindo com agilidade mais de uma peça por dia. “Além de pintar telas e telhas, também produzo fontes com simbologias da natureza, imagens religiosas e relógios de parede com discos de vinil”, conta. O trabalho da artista não para por aí. Ela ainda confecciona porta-incenso, enfeites de geladeira e pedras decoradas, todos inspirados em sua história de vida.

A mostra pode ser conferida até o dia 17 de maio, no saguão do Campus I da UCPel (rua Gonçalves Chaves, 373), no horário de atividades da Universidade.

Foto: Wilson Lima

Fonte: Assessoria de Comunicação e Marketing
Universidade Católica de Pelotas (UCPel)