Grito Rock Pelotas 2013 distribui cultura ao ar livre

O Grito Rock Pelotas 2013, que terminou nesse domingo, é um fenômeno de opinião. Muitos foram os problemas e falhas nos cinco dias de festival. Mas a condição de “feito na raça”, sem grandes apoios (exceção da UFPEL e estúdio A Vapor), em um esforço conjunto de Casa Fora do Eixo, voluntários e agentes da cultura local, fez com que os comentários ao final do evento fossem majoritariamente elogiosos. Também, de graça até injeção na testa. Shows bons em locais como as praças Coronel Pedro Osório e Dom Antônio Zattera, então… Não precisa nem mencionar o contraste com o abonado carnaval oficial.

Nos locais em que se desenrolou o festival, se via o pessoal da cobertura colaborativa, conferida no Facebook antes, durante e depois. Dado o formato escolhido pela organização da Casa Fora do Eixo, de shows ao ar livre, as atividades em três dias foram transferidas pela chuva. Os grandes momentos foram mesmo a sexta na praça Coronel Pedro Osório e o sábado, na Dom Antonio Zattera, com sol, palhaço de mestre de cerimônias e seis shows que se estenderam até as 23h30.

Segundo o organizador André Rodrigues, o Grito “foi uma experiencia única na vida não só daqueles que organizaram o evento, mas acredito que o público tenha conseguido sentir o espírito que vinha rondando a nossa volta desde o início do planejamento. O acolhimento de inúmeros parceiros deu muita força pra fazer o Grito Rock da forma que foi”.

Durante o festival foram cinco apresentações teatrais, 15 filmes e duas oficinas. Nos shows propriamente, as bandas locais cumpriram seu papel sem grandes supresas – possível exceção para a Suburban Stereotype coverizando Sabotage. Assim, o destaque foram as atrações importadas, que representaram em Pelotas não só a variedade das suas origens geográficas (Argentina, Mogi das Cruzes, Esteio, Butiá, Porto Alegre, Rio Grande), mas também de referências. Metal intrincado, música brasileira, shoegaze e reggae foram alguns dos elementos que entraram no caldo rock do Grito, inusitado para os padrões locais. A equipe do e-cult escolheu e comentou alguns dos melhores momentos, o que você pode conferir a seguir.

Grito Rock Pelotas 2013 – Melhores momentos

Fotos: Mídia colaborativa Fora do Eixo Pelotas

Uma resposta para “Grito Rock Pelotas 2013 distribui cultura ao ar livre”

Os comentários estão desativados.