Livro Três contra todos está pronto

A trama de um amor diferente e peculiar, é a premissa básica de Três contra todos, uma série de acontecimentos que é contada por um trio de personagens que se envolvem sexual e emocionalmente.

Por: Gabriel Bresque

Infocenter DP

Nos livros, a história precisa transportar o leitor pra um mundo diferente e imaginário, um sonho além da realidade. Mas para ler o primeiro livro do editor do site e-cult, Deco Rodrigues, só é necessário conhecer e viver a vida cotidiana. E o melhor de tudo é que isso acontece nas ruas e bares de Pelotas. A trama de um amor diferente e peculiar, é a premissa básica de Três contra todos, uma série de acontecimentos que é contada por um trio de personagens que se envolvem sexual e emocionalmente.

Uma personagem gay, uma advogada mais velha que só quer se divertir e um homem com muita sorte no meio. Essa história pouco convencional também se reflete na forma como o autor divulgou os primeiros capítulos do livro, através Facebook. “Eu fiquei ansioso para que outros lessem porque achava que tinha uma história interessante ali,” explica Rodrigues.

A fan page Três contra todos, disponibiliza as 39 primeiras páginas do livro gratuitamente para acesso direto. Os comentários no site foram bons e incentivaram o autor a escrever ainda mais, convencido de que estava no caminho certo.

Surgimento da história
A história do livro é contada por três personagens, que em curtos capítulos relatam os fatos de seus primeiros encontros e a progressão de seus desejos entre si. Rodrigues em tom de brincadeira diz que, “eu defendia relacionamentos entre trios, tinha uma tese pra conversa de bar sobre isso.”

Depois, influenciado por amigos, começou a colocar a teoria no papel. Com os personagens prontos, cada um deles, em acordo com as próprias peculiaridade, expressa sua visão dos fatos.

A sexualidade dos personagens é bastante explorada e surge como resultado da interação deles dentro dessa confusa e complexa história de amor. Jornalista, Deco Rodrigues nunca teve aspiração de virar escritor, mas com o convívio no meio cultural se tornou. Segundo ele, seria natural seguir esse caminho.

“Eu me apaixonei pela história do livro, eu vivi o romance,” com essa frase Rodrigues deixa claro que a história é um resultado das experiências de vida dele e que podem acontecer com cada um no mundo. No caso de Três contra todos o mundo de Satolep.

Trabalho e escrita
Ser editor do site e-cult não foi um problema para o autor escrever seu primeiro romance. Para ele, o processo do site é simples e a experiência no serviço ajuda muito. “A história fluiu naturalmente, me entreguei na realidade dos personagens”, foi nesse processo que a história foi feita quase toda em um mês.

Publicação
Agora o livro tem que ser publicado no papel e com todas as páginas, para isso a Satolep Press deve ficar responsável pelo processo final de edição e design. A empresa de comunicação e fotografia teve sucesso no ano passado com o Náufrago de um mar doce, de Nauro Júnior, e quer continuar com o projeto de incentivar talentos da região.

Rodrigues acredita que o livro esteja pronto ainda nesse semestre. Faltam detalhes para a escrita e para a formatação, mas o certo é que a realidade de Pelotas vai estar no mundo da literatura em breve.

Serviço
O quê: livro Três contra todos, de Deco Rodrigues
Onde ler: as 39 primeiras páginas estão na fan page Três contra todos do facebook

Fonte: diariopopular.com.br