Mistura Mundo Sul Generis reúne a alma musical do Brasil, Zimbábue e Inglaterra em Pelotas

0
341

Mantenedores

O festival terá a estreia de Dona Conceição e gravação ao vivo da autora de mais de mil sambas, na quarta-feira(22), em duas sessões, na Bibliotheca Pública Pelotense.

As fronteiras são peles, mais do que divisórias, são superfícies de contato. Com esse espírito o espetáculo “Mistura Mundo Sul Generis” reúne nomes do Brasil, Inglaterra e Zimbaúe em um grande encontro musical nos dias 22 e 23 de novembro (quarta e quinta-feira), na Bibliotheca Pública de Pelotas, com entrada franca.

Dona Conceicao Teixeira - Foto: Everton Maciel
Dona Conceicao Teixeira – Foto: Everton Maciel

O show marca a estreia da compositora pelotense Conceição Rosa Teixeira, de 87 anos, com mais de mil sambas inéditos. O festival conta também com o quarteto Kusanganisa – radicado na Inglaterra e cuja tradução significa ‘mistura’ na língua do Zimbábue. O grupo é formado por Chartwell Dutiro (Mbira, Zimbábue), Nick Sorensen (sax, Reino Unido), Chis Blanden (baixo, Reino Unido) e Leandro Maia (violão, Brasil).

O evento é resultado da premiação recebida por Leandro Maia pelo Bath Spa Pioneers Award para projetos de destaque da Bath Spa University, no Reino Unido. “A ideia do projeto se baseia em festival internacional que celebre heranças musicais e a integração de artistas do Reino Unido, Zimbábue e Brasil numa confraternização entre os três continentes: América, Europa e África”, explica Leandro.

Amanhã(22), a estreia de Dona Conceição será registrada através de audiovisual, em duas sessões: uma às 19h e a segunda às 21h. De acordo com Leandro, ela é autora de mais de mil sambas e uma significativa mostra desta produção – com o título Dona Conceição dos Mil Sambas – será gravada ao vivo, e pela primeira vez durante o festival. “As imagens serão captadas para futura realização de documentário, em parceria com alunos do curso de Cinema da UFPel”, complementa Leandro. O show contará com uma banda formada predominantemente por mulheres, incluindo a participação especial de Simone Rasslan (piano e voz) e das musicistas Ana Freire (contrabaixista, OSPA e Orquestra do Theatro São Pedro), Kiti Santos (saxofonista e educadora musical) e Gutcha Ramil (percussionista e educadora). Complementam a banda Jucá de León e Zé Éverton Rozzini (percussão), Rafael Velloso (saxofone) e Leandro Maia, que assina a direção musical e participa ao violão e voz. Na quinta-feira(23) a programação prossegue na Bibliotheca Pública, tendo a primeira sessão marcada para às 19h, com o grupo Sovaco de Cobra. Na sequência, às 20h, o violonista Thiago Colombo e às 21h o quarteto Kusanganisa.

O evento tem a direção artística de Maria Falkembach e financiamento do Programa Economia da Cultura e Diversidade, da Secult, através da Prefeitura de Pelotas, apoio da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), além do Prêmio ‘Bath Spa Pioneers Award’, da Bath Spa University do Reino Unido.

No domingo(26) o espetáculo acontece às 18h, no Theatro São Pedro, em Porto Alegre, com preços populares. A presença inédita de Dona Conceição no palco do São Pedro será acompanhada por Aninha Freire (contrabaixo), Kiti Santos (sax e flauta), Gutcha Ramil (percussão), Jucá de León (percussão), Zé Éverton (percussão), Rafael Velloso (sax). Os ingressos estão disponíveis na bilheteria do teatro, em horário comercial.

Mistura Mundo Sul Generis
Dias 22 e 23 novembro, às 19h, na Bibliotheca Pública
*Entrada franca
Dia 26 de novembro, às 18h, no Theatro São Pedro
*ingressos a preços populares, na bilheteria do teatro,

PELOTAS:
22/11 – quarta-feira:
19 h – primeira sessão – Dona Conceição
21h – segunda sessão – Dona Conceição
*gravação ao vivo em audiovisual

23/11 – quinta-feira:
19h – Sovaco de Cobra
20h – Thiago Colombo
21h – Kusanganisa

Fonte: Gabriela Mazza – Satolep Press

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA