Museu Gruppelli recebe exposição “A Vida Efêmera dos Objetos”

0
411

Mantenedores

Lugar da memória do 7º Distrito de Pelotas, o Museu Gruppelli preserva o patrimônio e os modos de vida da região colonial do município. Instalado em uma antiga adega na Colônia de Pelotas, o Museu Gruppelli, criado em 1998, recebe apoio técnico da Universidade Federal de Pelotas (UFPel).

Foto: CCS - UFPel
Foto: CCS – UFPel

Atualmente, o espaço está recebendo a exposição temporária “A vida efêmera dos objetos: um olhar pós-enchente”. A mostra tem o objetivo de contar a história da tragédia ocorrida no Museu Gruppelli através da visão dos objetos, tendo-os como protagonistas e narradores do evento.

Na semana da Páscoa deste ano, o Museu Gruppelli sofreu com uma enchente que assolou o todo o 7º Distrito, de forma inédita. O prejuízo ao Museu e ao acervo foi enorme e essa exposição é uma forma de relembrar esse fato através do próprio acervo. Está representado na exposição, também, o trabalho cooperativo de professores e alunos dos cursos de Museologia e Conservação e Restauração da UFPel para recuperar parte expressiva do acervo atingido pelas águas, como a bandeira do Time Boa Esperança e os livros de receita da família.

Na exposição também é feita uma merecida homenagem póstuma a diversos objetos perdidos na enchente, tais como o tacho de doce (na fotografia ao lado), tão famoso e representativo para a comunidade.

O Museu Gruppelli funciona aos domingos das 10h às 16h. Excursões e escolas podem agendar sua visita pelo telefone (53) 3224-5028.

Visitação ao Museu Gruppelli
Nova exposição “A vida efêmera dos objetos: um olhar pós-enchente”
Quando? Todos os domingos, das 10h às 16hs
Onde? Zona rural, 7º distrito de Pelotas

Museu Gruppelli
O Museu está localizado na Colônia de Pelotas, onde, por volta do ano de 1876, estabeleceu-se a família Gruppelli, vinda de Montova, norte da Itália. Tem por objetivo guardar e expor objetos típicos da região colonial, formada por descendentes das imigrações européias.

Seu acervo é composto por coleções diversas e tem como tema a ruralidade, mais especificamente as diversas manifestações do trabalho, seja no campo, no armazém e nos afazeres doméstico, e também na mercearia, na produção de vinho e na hospedaria. O esporte também é representado, em especial o Grêmio Esportivo Boa Esperança, time da região que completa 92 anos este ano, jogando ininterruptamente.

Fonte: Coordenação de Comunicação Social – Universidade Federal de Pelotas

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA