Músicos pelotenses homenageam Vitor Ramil na 20ª Fenadoce

Foto: Divulgação – DP

As milongas poéticas e de arranjos elaborados levaram o nome do cantor e compositor Vitor Ramil para além do Rio Grande do Sul. O trabalho, iniciado nos anos 80 com o disco Estrela, estrela, repercutiu por três décadas através de mais oito discos – além de três obras literárias. Uma carreira consolidada na história da música popular brasileira, que, recentemente, serviu de inspiração para os músicos Daniel Balhego e Felipe Rotta criarem o projeto Tributo Vitor Ramil, com apresentação neste domingo, às 20h, na 20ª Fenadoce, em Pelotas.

Dentro de um vasto universo de referências musicais, os dois pelotenses escolheram Ramil porque se identificam com sua produção. Os tributos geralmente estão associados a artistas que morreram, mas, dessa vez, é diferente. Rotta, fissurado na obra de Ramil, conseguiu tirar todas as afinações das músicas necessárias. Aliás, selecionar as canções para o show foi um dos processos mais difíceis. Segundo Balhego, foi realizado o processo inverso, eliminando as faixas uma a uma até restar vinte composições que não poderiam deixar de integrar o setlist.

Esta é a terceira apresentação do projeto que começou em 2009. A primeira delas ocorreu em março do ano passado no Atelier Coletivo, em Bagé, e a segunda na última edição da Feira do Livro de Pelotas. A ideia inicial era tocar como um grupo, semelhante ao álbum À beça, no qual Vitor toca com uma banda, mas por inviabilidade, o projeto ficou acústico, em violão e voz, próximo de Longes e Ramilonga. Balhego e Rotta têm planos de incluir percussão e até programações eletrônicas para incrementar a mistura.

Serviço
O quê: show Tributo Vitor Ramil, com os músicos Daniel Balhego e Felipe Rotta
Quando: domingo (17/06/2012), às 20h
Onde: palco da Cidade do Doce, no Centro de Eventos Fenadoce
Ingresso: R$ 5,00 para entrada na feira

Por: Max Cirne
Fonte: diariopopular.com.br