Oscars 2017 – Previsões

Concluindo a série de cobertura do Oscar 2017, seguem as previsões de quais filmes devem, podem e irão vencer na 89ª cerimônia.

Por Calvin Cousin

Com catorze indicações, La La Land: Cantando Estações, é o favorito a Melhor Filme (Summit Entertainment)
Com catorze indicações, La La Land: Cantando Estações, é o favorito a Melhor Filme (Summit Entertainment)

Considerando o desempenho das obras nas premiações de críticos, nos Globos de Ouro, no BAFTA (da indústria britânica) e entre os sindicatos – como o SAG, dos atores, PGA, dos produtores, DGA, dos diretores, e WGA, dos roteiristas – foram listados os indicados em todas as categorias, assim como análises das mesmas. Lógico, elas podem estar completamente erradas.

Melhor Ator Coadjuvante
• Dev Patel, Lion: Uma Jornada para Casa
• Jeff Bridges, A Qualquer Custo
• Lucas Hedges, Manchester à Beira-Mar
• Mahershala Ali, Moonlight: Sob a Luz do Luar
• Michael Shannon, Animais Noturnos
Mahershala Ali venceu o SAG e a maioria das premiações dos críticos com sua impactante participação em Moonlight, mesmo que ela seja mínima. Dev Patel se beneficia por ser, basicamente, o ator principal de seu filme (além de ter vencido o BAFTA na reta final da temporada). O vencedor do Globo de Ouro, Aaron Taylor-Johnson, foi deixado de fora da lista, dando espaço para seu companheiro de tela, Michael Shannon, que, ainda assim, não deve levar o prêmio. Jeff Bridges e Lucas Hedges, ótimos em seus filmes, correm por fora.
Vai ganhar: Mahershala Ali, Moonlight: Sob a Luz do Luar
Pode ganhar: Dev Patel, Lion: Uma Jornada para Casa
Deve ganhar: Mahershala Ali, Moonlight: Sob a Luz do Luar

Melhor Figurino
• Aliados
• Animais Fantásticos e Onde Habitam
• Florence: Quem é Essa Mulher?
• Jackie
• La La Land: Cantando Estações
La La Land é o queridinho das premiações, embora seja raro para um filme contemporâneo despontar nesta categoria. Os coloridíssimos figurinos da obra enfrentarão, principalmente, o icônico traje Chanel rosa de Jackie e a engenhosa mistura de elementos mágicos com looks dos anos 20 de Animais Fantásticos.
Vai ganhar: Jackie, é de época
Pode ganhar: La La Land: Cantando Estações, é colorido
Deve ganhar: Animais Fantásticos e Onde Habitam, é de época e colorido

Melhor Maquiagem e Penteado
• Esquadrão Suicida
• Star Trek: Sem Fronteiras
• Um Homem Chamado Ove
Eis uma categoria onde as críticas não importam, vide a indicação de Esquadrão Suicida. Mas verdade seja dita: a maquiagem do filme é realmente boa. O aclamado Ove envelhece alguns de seus personagens (uma artimanha respeitada entre a Academia) enquanto Star Trek apresenta toda uma fauna de extraterrestres com as maquiagens mais chamativas do ano. Algumas vezes, mais é, de fato, melhor.
Vai ganhar: Star Trek: Sem Fronteiras
Pode ganhar: Um Homem Chamado Ove
Deve ganhar: Star Trek: Sem Fronteiras

Melhor Filme de Animação
• A Tartaruga Vermelha
• Kubo e as Cordas Mágicas
• Minha Vida de Abobrinha
• Moana: Um Mar de Aventuras
• Zootopia
Moana estava fadado a ser comparado com Frozen, aniquilando as chances do filme. Kubo recebeu uma quase inédita indicação em Efeitos Visuais, e talvez seja o mais admirável dos indicados, tanto pela história quanto pelo imaginário. Zootopia, por sua vez, é um fenômeno que faturou mais de US$ 1 bilhão com seu pedigree da Disney, além de ter limpado as premiações, inclusive os Annies (o Oscar das animações).
Vai ganhar: Zootopia
Pode ganhar: Kubo e as Cordas Mágicas
Deve ganhar: Kubo e as Cordas Mágicas

Melhor Curta-Metragem de Animação
• Blind Vaysha
• Borrowed Time
• Pear Cider and Cigarettes
• Pearl
• Piper: Descobrindo o Mundo
As categorias de curtas são incógnitas, pois poucas premiações as incluem. Entretanto, isso não é desculpa para ignorá-las, uma vez que as obras são ótimas. Piper, que conta a história de uma pequena gaivota utilizando lindos planos, foi exibido antes de Procurando Dory e venceu o Annie, recebendo mais atenção que os outros. Borrowed Time, outro curta da Pixar, pode desbancá-lo.
Vai ganhar: Piper: Descobrindo o Mundo
Pode ganhar: Borrowed Time
Deve ganhar: Piper: Descobrindo o Mundo

Melhores Efeitos Visuais
• Doutor Estranho
• Horizonte Profundo: Desastre no Golfo
• Kubo e as Cordas Mágicas
• Mogli, o Menino Lobo
• Rogue One: Uma História Star Wars
Rogue One recria clássicos personagens de Star Wars, incluindo a Princesa Leia de Carrie Fisher, enquanto a ação de Doutor Estranho se passa em caleidoscópicas versões de Nova York e Londres, mas são os animais e a floresta de Mogli que mais chamam a atenção. Destaque para Kubo, o primeiro filme de animação indicado na categoria desde O Estranho Mundo de Jack, em 1993.
Vai ganhar: Mogli, o Menino Lobo
Pode ganhar: Kubo e as Cordas Mágicas
Deve ganhar: Mogli, o Menino Lobo

Melhor Documentário
• A 13ª Emenda
• Eu Não Sou Seu Negro
• Fogo no Mar
• Life, Animated
• O.J.: Made in America
No ano seguinte ao #OscarsSoWhite, três dos documentários indicados relatam parcelas da vida de negros nos Estados Unidos. Os favoritos são A 13ª Emenda, que carrega o nome de Ava DuVernay, diretora de Selma, e O.J.: Made in America, que, ao longo de suas quase oito horas de duração, relata com profundidade o julgamento de O.J. Simpson, que retornou ao interesse da população no último ano, sendo tema, inclusive, da premiada minissérie The People VS. O.J. Simpson, de Ryan Murphy. O interessante Eu Não Sou Seu Negro é espectador.
Vai ganhar: O.J.: Made in America
Pode ganhar: A 13ª Emenda
Deve ganhar: O.J.: Made in America

Melhor Curta-Metragem de Documentário
• Extremis
• Joe’s Violin
• Watani: My Homeland
• The White Helmets
• 4.1 Miles
Tanto Watani quanto The White Helmets possuem uma aura de urgência, por tratarem da guerra civil em Aleppo. Distribuído pela Netflix, The White Helmets toma a dianteira (Extremis também foi distribuído pelo serviço).
Vai ganhar: The White Helmets
Pode ganhar: Extremis
Deve ganhar: The White Helmets

Melhor Curta-Metragem
• Ennemis Intérieurs
• La Femme et le TGV
• Silent Nights
• Sing
• Timecode
Outro mistério. Timecode venceu a Palma de Ouro do Festival de Cannes, ainda que, de modo geral, Sing tenha obtido mais sucesso em festivais.
Vai ganhar: Sing
Pode ganhar: Timecode
Deve ganhar: Timecode

Melhor Filme em Língua Estrangeira
• O Apartamento (Irã)
• Tanna (Austrália)
• Terra de Minas (Dinamarca)
• Toni Erdmann (Alemanha)
• Um Homem Chamado Ove (Suécia)
Aquarius nem ao menos foi nomeado pelo Ministério da Cultura como o representante brasileiro. Uma lástima. Um Homem Chamado Ove é o único dos indicados que figurou em outra categoria, ainda que, provavelmente, não vença aqui. Toni Erdmann, entre os críticos, é o mais popular, com nota 94 no Metacritic. O Apartamento, por sua vez, está envolto em polêmicas, após suas estrelas terem anunciado um boicote à cerimônia do Oscar devido às políticas anti-imigração de Donald Trump. Hollywood tem sido criticada pelo presidente dos Estados Unidos, e premiar o filme seria uma maneira de rebater os ataques.
Vai ganhar: Toni Erdmann
Pode ganhar: O Apartamento
Deve ganhar: O Apartamento

Melhor Edição de Som
• A Chegada
• Até o Último Homem
• Horizonte Profundo: Desastre no Golfo
• La La Land: Cantando Estações
• Sully: o Herói do Rio Hudson
Um prêmio para reconhecer a criação de sons. La La Land é o primeiro musical indicado à categoria, o que pode significar uma eventual vitória. Entretanto, o histórico de Edição de Som mostra uma preferência por filmes com grandes explosões e trocas de tiro, especialmente filmes de guerra, como Até o Último Homem.
Vai ganhar: Até o Último Homem
Pode ganhar: A Chegada
Deve ganhar: Até o Último Homem

Melhor Mixagem de Som
• A Chegada
• Até o Último Homem
• La La Land: Cantando Estações
• Rogue One: Uma História Star Wars
• 13 Horas: os Soldados Secretos de Benghazi
Um prêmio para reconhecer a mistura dos sons criados. 13 Horas surpreendeu ao ser listado, mas não deve levar. Musicais, quando indicados, costumam ganhar a categoria, como aconteceu com Os Miseráveis, Dreamgirls e Chicago, um bom sinal para La La Land.
Vai ganhar: La La Land: Cantando Estações
Pode ganhar: A Chegada
Deve ganhar: La La Land: Cantando Estações

Melhor Atriz Coadjuvante
• Michelle Williams, Manchester à Beira-Mar
• Naomi Harris, Moonlight: Sob a Luz do Luar
• Nicole Kidman, Lion: Uma Jornada para Casa
• Octavia Spencer, Estrelas Além do Tempo
• Viola Davis, Um Limite Entre Nós
Viola Davis deveria ter ganhado por Histórias Cruzadas, em 2012. As outras devem encontrar conforto em suas indicações. Pela primeira vez, a maioria das indicadas é negra.
Vai ganhar: Viola Davis, Um Limite Entre Nós
Pode ganhar: Naomi Harris, Moonlight: Sob a Luz do Luar, ainda que a categoria já esteja fechada.
Deve ganhar: Viola Davis, Um Limite Entre Nós

Melhor Fotografia
• A Chegada
• La La Land: Cantando Estações
• Lion: Uma Jornada para Casa
• Moonlight: Sob a Luz do Luar
• Silêncio
Lion ganhou o prêmio do sindicato, e a sensacional fotografia de Silêncio representa a única indicação da obra. Contudo, a idílica Los Angeles e os fabulosos números musicais de La La Land são mais memoráveis do que qualquer outra direção de câmera indicada.
Vai ganhar: La La Land: Cantando Estações
Pode ganhar: Lion: Uma Jornada para Casa
Deve ganhar: La La Land: Cantando Estações

Melhor Montagem
• A Chegada
• A Qualquer Custo
• Até o Último Homem
• La La Land: Cantando Estações
• Moonlight: Sob a Luz do Luar
Melhor Montagem é, entre as categorias técnicas, a que mais se aproxima de Melhor Filme, tanto que Birdman, com seu plano contínuo, foi o único vencedor do prêmio máximo sem ser indicado aqui em muitas décadas. Esse dado aponta para a vitória de La La Land, ainda que a montagem seja mais essencial e incorporada à narrativa em A Chegada.
Vai ganhar: La La Land: Cantando Estações
Pode ganhar: A Chegada
Deve ganhar: A Chegada

Melhor Desenho de Produção
• A Chegada
• Animais Fantásticos e Onde Habitam
• Ave, César!
• La La Land: Cantando Estações
• Passageiros
O sindicato separa sua premiação em filmes de época, contemporâneos e de fantasia, cujos vencedores foram, respectivamente, Estrelas Além do Tempo, La La Land e Passageiros. O primeiro não foi indicado pela AMPAS, de modo que os outros dois despontam como os favoritos. Entretanto, Ave, César!, com a recriação de antigos estúdios de Hollywood, não deve ser subestimado.
Vai ganhar: La La Land: Cantando Estações
Pode ganhar: Passageiros
Deve ganhar: Ave, César!

Melhor Roteiro Original
• A Qualquer Custo
• La La Land: Cantando Estações
• Manchester à Beira-Mar
• Mulheres do Século 20
• O Lagosta
Aqui, no provável cenário em que La La Land leva Melhor Filme, Manchester à Beira-Mar deve prevalecer, com suas ricas caracterizações. Os dois longas dividiram os prêmios de roteiro original com Moonlight ao longo da temporada, uma vez que a única cerimônia em que essa obra foi considerada como adaptação foi o Oscar.
Vai ganhar: Manchester à Beira-Mar
Pode ganhar: La La Land: Cantando Estações
Deve ganhar: Manchester à Beira-Mar

Melhor Roteiro Adaptado
• A Chegada
• Estrelas Além do Tempo
• Lion: Uma Jornada para Casa
• Moonlight: Sob a Luz do Luar
• Um Limite Entre Nós
Novamente, o Oscar é a única premiação que tem Moonlight em Roteiro Adaptado. Seu principal concorrente é A Chegada, que venceu o WGA. Lion ganhou o BAFTA, mas não deve faturar na Academia. August Wilson, o dramaturgo responsável por Um Limite Entre Nós, recebeu uma indicação póstuma por seu trabalho.
Vai ganhar: Moonlight: Sob a Luz do Luar
Pode ganhar: A Chegada
Deve ganhar: Os dois filmes merecem.

Melhor Canção Original
• “Audition (The Fools Who Dream)”, La La Land: Cantando Estações
• “Can’t Stop the Feeling!”, Trolls
• “City of Stars”, La La Land: Cantando Estações
• “How Far I’ll Go”, Moana: Um Mar de Aventuras
• “The Empty Chair”, Jim: The James Foley Story
“City of Stars”, a música mais fraca de La La Land, é a provável vencedora. Contudo, caso “Audition (The Fools Who Dream)” roube alguns de seus votos, “How Far I’ll Go” ganha, garantindo a Lin-Manuel Miranda o EGOT (Emmy, Grammy, Oscar e Tony). O compositor alcançou o patamar de celebridade no último ano com o sucesso de seu musical, Hamilton. Não se deve subestimar o nome de Justin Timberlake, responsável pela música de Trolls, ou de Sting, autor de “The Empty Chair”.
Vai ganhar: “City of Stars”
Pode ganhar: “How Far I’ll Go”
Deve ganhar: “Another Day of Sun”, de La La Land: Cantando Estações, que não foi indicada.
Melhor Trilha Sonora Original
• Jackie
• La La Land: Cantando Estações
• Lion: Uma Jornada para Casa
• Moonlight: Sob a Luz do Luar
• Passageiros
La La Land é um filme cuja trilha sonora é a principal responsável pelo seu sucesso.
Vai ganhar: La La Land: Cantando Estações
Pode ganhar: Jackie
Deve ganhar: La La Land: Cantando Estações

Melhor Diretor
• Barry Jenkins, Moonlight: Sob a Luz do Luar
• Damien Chazelle, La La Land: Cantando Estações
• Denis Villeneuve, A Chegada
• Kenneth Lonergan, Manchester à Beira-Mar
• Mel Gibson, Até o Último Homem
Barry Jenkins seria o primeiro diretor negro a vencer a categoria caso fosse premiado. Chazelle, ganhador do DGA, fez de seu filme uma bela homenagem ao cinema musical, ainda que o equilíbrio entre história e maquinário seja mais bem executado por Denis Villeneuve em A Chegada.
Vai ganhar: Damien Chazelle, La La Land: Cantando Estações
Pode ganhar: Barry Jenkins, Moonlight: Sob a Luz do Luar
Deve ganhar: Denis Villeneuve, A Chegada

Melhor Ator
• Andrew Garfield, Até o Último Homem
• Casey Affleck, Manchester à Beira-Mar
• Denzel Washington, Um Limite Entre Nós
• Ryan Gosling, La La Land: Cantando Estações
• Viggo Mortensen, Capitão Fantástico
Uma categoria que parecia pré-determinada, mas, na reta final, revelou ser uma verdadeira corrida. Denzel Washington ganhou o SAG, o melhor termômetro para as categorias de atuação, enquanto Casey Affleck ganhou o restante dos prêmios. O papel de Affleck é mais simpático, o que facilita sua vitória. Pode parecer um argumento infundado, mas não seria a primeira vez em que isso foi levado em consideração pela AMPAS.
Vai ganhar: Casey Affleck, Manchester à Beira-Mar
Pode ganhar: Denzel Washington, Um Limite Entre Nós
Deve ganhar: Casey Affleck, Manchester à Beira-Mar

Melhor Atriz
• Emma Stone, La La Land: Cantando Estações
• Isabelle Huppert, Elle
• Meryl Streep, Florence: Quem é Essa Mulher?
• Natalie Portman, Jackie
• Ruth Negga, Loving
Portman começou a temporada como favorita, até perder espaço para Emma Stone. A protagonista de La La Land é a provável vencedora, embora encontre uma rival em Isabelle Huppert, que, surpreendentemente, ganhou o Globo de Ouro. Enquanto Meryl alcança sua vigésima indicação, Amy Adams foi deixada de fora por sua performance em A Chegada.
Vai ganhar: Emma Stone, La La Land: Cantando Estações
Pode ganhar: Isabelle Huppert, Elle
Deve ganhar: Isabelle Huppert, Elle

Melhor Filme
• A Chegada
• A Qualquer Custo
• Até o Último Homem
• Estrelas Além do Tempo
• La La Land: Cantando Estações
• Lion: Uma Jornada para Casa
• Manchester à Beira-Mar
• Moonlight: Sob a Luz do Luar
• Um Limite Entre Nós
A Malvada, Titanic e La La Land são filmes que receberam catorze indicações, sendo que os dois primeiros venceram Melhor Filme. O musical ganhou diversos prêmios de críticos, o DGA, o PGA, o BAFTA e bateu o recorde de vitórias nos Globos de Ouro, com sete. Ainda assim, o filme não foi indicado a Melhor Conjunto no SAG (o vencedor foi Estrelas Além do Tempo), logo, caso ganhe aqui, será o primeiro filme em mais de vinte anos a vencer sem uma indicação ao prêmio. Musicais dividem as plateias e o filme está começando a receber ataques de jornalistas especializados, mas provavelmente não perderá sua força até a cerimônia.
Vai ganhar: É difícil apostar contra La La Land: Cantando Estações e suas catorze indicações.
Pode ganhar: Talvez Estrelas Além do Tempo, por ter ganhado o SAG.
Deve ganhar: La La Land faz ótimo uso das possibilidades do audiovisual, mas A Chegada, A Qualquer Custo, Até o Último Homem, Manchester e Moonlight são todos muito, muito melhores.

A 89ª cerimônia de entrega dos Oscars acontece no domingo, 26.

Leia mais em Cultura a Três.

__________

14264149_830693777030502_5101510297978826840_nCalvin Cousin é estudante no sexto semestre de Jornalismo na UFPel. Não acredita em horóscopo, mas é aquariano com Vênus em Peixes.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *