Pelotenses são premiados com bolsa de pesquisa do Google

O Google anunciou na última quarta-feira (3), no Centro de Engenharia da empresa na América Latina, localizado em Belo Horizonte, os 24 projetos acadêmicos vencedores do programa de Bolsas de Pesquisa Google para a América Latina.

O Brasil concentra a maior parte dos vencedores, mas também foram contempladas pesquisas da Argentina, Chile, Colômbia, México e Peru. Entre os trabalhos premiados está um enviado pela Universidade Federal de Pelotas e outro que conta com a colaboração de docente da UFPel, sendo sediado pela Universidade Federal de Rio Grande (FURG).

googleO trabalho da UFPel, liderado pelo professor Ricardo Matsumura de Araujo e pelo estudante Glauco Roberto Munsberg, do Centro de Desenvolvimento Tecnológico, têm como objetivo localizar e classificar grafites em fotografias do Google Street View, utilizando atributos extraídos das imagens para agrupar grafites pelos seus estilos. Segundo os pesquisadores, mapear e agrupar grafites permite compreender a relação geográfica entre diferentes tipos de grafite, provendo informação valiosa sobre dinâmicas sociais de cidades, o que pode permitir melhores políticas de desenvolvimento urbano e uma melhor compreensão de fenômenos sociológicos e antropológicos. O projeto faz parte do trabalho de doutoramento da servidora da UFPel Virginia Andersson e do mestrado de Diego Jaccottet.

Já o trabalho da FURG, que conta com colaboração do docente da UFPel Guilherme Tomaschewski Netto, busca criar estações autônomas de baixo custo para medir os impactos das mudanças climáticas nas geleiras, que estão em constante processo de derretimento. O objetivo é desenvolver um sistema com um preço que corresponde a 5% do valor das opções convencionais.

Durante um ano, os professores e estudantes de pós-graduação vencedores receberão bolsas de estudo mensais para conduzir pesquisas de vanguarda em áreas relacionadas à Ciência da Computação. No total, o Google vai destinar 600 mil dólares à premiação. “Os projetos ganhadores se destacam em termos de impacto, originalidade e qualidade, e estão dentro das áreas chave de interesse para o Google”, diz o diretor de engenharia do Google no Brasil, Berthier Ribeiro-Neto, que coordenou a seleção dos projetos.

Além da UFPel e da FURG, foram escolhidos projetos das Universidades Federais de Minas Gerais (UFMG), Estaduais de Campinas (Unicamp) e de São Paulo (USP) e da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS).

Fonte: Coordenação de Comunicação Social – UFPel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *