Seminário em Pelotas aborda influência do escritor Simões Lopes Neto na literatura brasileira

0
818

Mantenedores

Em homenagem a vida e as obras de um dos principais escritores do Rio Grande do Sul e do Brasil no século XX, o Sistema Fecomércio-RS/Sesc promoverá o seminário “Simões Lopes Neto: 100 anos de Memória”, em Pelotas.

O evento ocorrerá no dia 21, das 9h às 16h30, e no dia 22 de novembro, das 8h30 às 17h30, na Bibliotheca Pública Pelotense (Praça Coronel Pedro Osório, 103), com inscrições gratuitas pelo site www.sesc-rs.com.br/cultura/seminario.php. A iniciativa integra o Biênio Simoniano (2015-2016) como programação paralela à mostra Simões Lopes Neto – onde não chega o olhar prossegue o pensamento, que segue até o dia 18 de dezembro, no Santander Cultural, em Porto Alegre. Mais informações podem ser obtidas junto ao Sesc Pelotas (Rua Gonçalves Chaves, 914), pelo telefone (53) 3225.6093 e na página www.facebook.com/sescpelotas.

Durante o seminário serão abordados os tópicos: escritores/leitores de Simões Lopes Neto: uma introdução; a Salamanca e o mito Fáustico; como se inventa uma nação; a construção do homem; Blau Nunes, viajante; a importância do escritor João Simões Lopes Neto para a literatura brasileira e universal; um novo olhar para um novo Simões; a Salamanca de Jarau, a primeira manifestação crítica; lucidez e memória; a primeira biografia e os últimos anos. Cada participante poderá emitir seu certificado após 15 dias do término do evento, por meio da busca pelo próprio CPF, no site do Sesc/RS. Sugere-se a doação de 2kg de farinha de trigo ou milho, que serão revertidos às entidades cadastradas no Programa Mesa Brasil.

simoeslopesneto

Biênio Simoniano – Em 2015 completaram-se 150 anos de nascimento do escritor gaúcho João Simões Lopes Neto, e em 2016 cem anos da sua morte. Considerado por estudiosos e críticos como o maior autor regionalista do Rio Grande do Sul, Simões Lopes Neto buscou, em sua produção literária, valorizar a história do gaúcho e suas tradições. Pela importância destas datas a Secretaria de Estado da Cultura (Sedac), em parceria com a Prefeitura de Pelotas e o Instituto Simões Lopes Neto, criaram o projeto que resultou no decreto do Biênio Comemorativo. O Sistema Fecomércio-RS/ Sesc aderiu ao Biênio Simoniado e tem organizado, pelo Arte Sesc – Cultura por toda parte, uma série de projetos relacionados à obra de Simões Lopes Neto.

Seminário “Simões Lopes Neto: Cem anos de Memória – Pelotas

Programação:

Dia 21 de novembro
9h – Abertura
9h30 – Fausto José Leitão Domingues – Os Estudos Preparatórios de João Simões Lopes Neto
10h30 – intervalo
11h – Cláudia Antunes – Escritores leitores de Simões Lopes Neto: uma introdução
14h – Antonio Hohlfeldt – Como se inventa uma nação
15h – Mário Barbosa de Mattos – Simões Lopes Neto e sua terra natal
16h – intervalo
16h30 – Maria da Glória Bordini – Blau Nunes, viajante

Dia 22 de novembro
8h30 – Kathrin Rosenfield – A importância de SLN para a literatura brasileira e a universal
9h30 – Luiz A. Fischer – Um novo lugar para um novo Simões
10h30 – intervalo
11h – Hilda Simões Lopes – A Salamanca do Jarau
14h – Luís Borges – A primeira manifestação crítica
15h – Maria Luiza Armando – Lucidez e memória
16h – intervalo
16h30 – Claudia Laitano – A primeira biografia
17h30 – Carlos Francisco Sica Diniz – Os últimos anos de Simões

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA