Exposição fotográfica de Lidiane Bach exalta belezas naturais e poesia em Porto Alegre.

Mostra estará disponível de forma gratuita a partir do dia 05 de fevereiro, no Café Sesc Centro.

Exposição Palavra Cor de Lidiane Bach
Exposição Palavra Cor de Lidiane Bach

Entre os dias 5 de fevereiro e 6 de março, o Café Sesc Centro (Av. Alberto Bins, 665) recebe a exposição fotográfica “Palavra Cor”. A mostra fotográfica de Lidiane Bach busca atrair um olhar do mundo com a alma, onde o encantamento das palavras se componha com as cores que ali são representadas por flores, cachoeiras. Apresentando um diálogo singular entre a literatura e a natureza, onde, em cada imagem um texto, uma memória. As visitas podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 18h às 20h, e nos finais de semana quando da apresentação de espetáculos – 1h antes da apresentação, com entrada franca. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (51) 3284-2070 no site www.sesc-rs.com.br/centro e na página www.facebook.com/sescportoalegre.

Lidiane Bach define-se como fotógrafa por paixão. Desde pequena, sempre admirou trabalhos de fotografia, mas apenas há três anos começou a dedicar-se a esta arte. Amadora e autodidata, realizou cursos pela Web e participou da Oficina de Fotografia com a fotógrafa Cláudia Alves, onde expôs suas fotos através do Projeto Ver Veríssimo no Centro Cultural Erico Veríssimo, também participou da exposição Centro todo o Tempo no CCCEV. Estudante de Artes Visuais e Letras.

Exposição – “Palavra Cor”, por Lidiane Bach (Porto Alegre)
Data: 5 de fevereiro e 6 de março
Horário: segunda a sexta-feira, das 18h às 20h, e nos finais de semana quando da apresentação de espetáculos – 1h antes da apresentação
Local: Café Sesc Centro (Av. Alberto Bins, 665 – Porto Alegre RS)
Entrada franca

Sobre o Arte Sesc – Cultura por toda parte – Criado pelo Sistema Fecomércio-RS em 2007, o programa reúne todas as atividades culturais desenvolvidas pelo Sesc no Rio Grande do Sul, entre teatro, música, artes plásticas, literatura e cinema. Além de promover uma intensa troca de experiências e ampliar o acesso à produção artística, o Arte Sesc busca ser reconhecido como promotor de ações culturais no Estado, sendo elas não só apresentações artísticas, mas também de caráter formativo e educacional, orientadas por três eixos: transversalidade, diversidade e acessibilidade.

Fonte: Luiza Menezes – Usina de Notícias

Fuscamérica 2018 – De Fusca na Copa do Mundo da Rússia

Expedição Fuscamérica dá o pontapé inicial para maior de todas as aventuras do projeto e convoca público a participar de financiamento coletivo.

Foto: Daniel Marenco
Foto: Daniel Marenco

O Fusca ano 1968 que já riscou sete países da América do Sul tem sonhos mais ousados para 2018: vai cruzar o oceano. A Expedição Fuscamérica anunciou esta semana que estará com o Segundinho – apelido carinhoso do veículo ícone do projeto – na Copa do Mundo da Rússia. De acordo com o fotógrafo Nauro Júnior, idealizador da expedição, a ideia é rodar cerca de 20 mil quilômetros entre os meses de junho e julho, acompanhando os bastidores dos jogos do maior espetáculo esportivo do planeta. “Queremos mostrar o lado B da Copa, os torcedores de todos os cantos, a mistura de idiomas, e os bastidores que as transmissões internacionais não mostram”, destaca Nauro. O roteiro prevê o embarque do Fusca no Porto de Rio Grande, em abril, e desembarque na Alemanha, de onde será enviado por via terrestre até a cidade de Moscou.

fuscaNa maior de todas as aventuras da Fuscamérica, Nauro terá a companhia do co-piloto Caio Passos, que hoje vive na cidade de Porto, em Portugal. O encontro da equipe será em Lisboa, de onde seguem de avião até Moscou. A Rússia é o país com maior área do planeta, cobrindo mais de um nono da área terrestre. Mas nem isso impediu que o projeto começasse a ser delineado há dois anos. “Foram muitas reuniões, conversas com amigos, empresas, contatos com canais de televisão, até acharmos o modelo ideal de viagem”, explica Nauro. Depois de percorrer mais de 30 mil quilômetros em incursões pela América do Sul, desde 2012, ele encara o desafio com serenidade. “Fusca e futebol tem a mesma essência, são do povo, e isso faz com que a nossa aproximação com as pessoas seja facilitada”, argumenta.

PROJETO COLETIVO – Mesmo com negociações em aberto com alguns canais de televisão, a equipe da Expedição Fuscamérica decidiu arregaçar as mangas e colocar em prática uma forma independente de tornar o projeto viável: um financiamento coletivo. No dia 20 de janeiro – Dia Nacional do Fusca – será lançada a plataforma de arrecadação de doações para a meta de R$ 40 mil. “Na verdade este valor é a metade do total necessário para a viagem, o restante será pleiteado junto a empresas e parceiros”, informa Nauro.

Para dar suporte à logística da viagem, a “equipe terra” planeja todos os detalhes do roteiro. A equipe formada por Gabriela Mazza, Ígor Islabão, Greice Piche e Jéssica Barz é responsável pela organização dos percursos, contatos com imprensa e alimentação das mídias sociais da Expedição Fuscamérica, que tem mais de 10 mil seguidores do Facebook.

Para chamar a atenção do público sobre o início do financiamento coletivo, esta semana foram lançados vídeos com personagens que integram a história do projeto. Até o dia 20 de janeiro, um depoimento será publicado por dia, fazendo a chamada para o projeto e uma contagem regressiva. “A ideia é que o público participe, compartilhe e embarque nessa aventura com a gente”, finaliza Nauro.

Expedição Fuscamérica
Facebook: facebook/expedicaofuscamerica
Instagram: @expedicaofuscamerica
E-mail: expedicaofuscamerica@gmail.com

Foto: Daniel Marenco
Foto: Daniel Marenco

Fonte: satoleppress.wordpress.com

Exposição fotográfica “Retratos Urbanos” no Partage Shopping Rio Grande

“Retratos Urbanos” expõe, por meio de fotografias, os diversos questionamentos existentes no ambiente urbano.

Com o olhar atento a partir da imersão na cidade e da interação com as pessoas que nela habitam à margem, o artista urbano Xadulu expõe, até o dia 31 de dezembro, o trabalho “Retratos Urbanos”, no qual explora a paisagem do cotidiano, prédios, placas, calçadas, a fim de intervir na rotina de quem passa por ali. No caso do artista Xadalu, a condição dos próprios habitantes marginais desse cenário é o assunto principal e a influência para suas produções visuais.

Foto: Arquivo Exposição “Retratos Urbanos”
Foto: Arquivo Exposição “Retratos Urbanos”

A exposição traz uma parte dos questionamentos que o artista desenvolve no ambiente urbano de sua respectiva cidade (Porto Alegre). Ao lançar o olhar para a mais triste das crises, a crise social, o artista dá voz aos principais elementos que compõem a paisagem urbana e que ao mesmo tempo são invisíveis: imigrantes, moradores de rua, indígenas e trabalhadores. Apenas alguns exemplos de rostos despercebidos pelas demais pessoas e por um sistema negligente. Além de buscar despertar consciência social, os trabalhos expostos não deixam de mostrar a beleza que também existe na vida desses indivíduos e a experiência e o conhecimento que podemos adquirir em contato com as pessoas aleatórias que encontramos pelo caminho diário.

Exposição “Retratos Urbanos”
Quando? até 31 de dezembro de 2017
Onde? Partage Shopping Rio Grande
Entrada Franca

 

Álbum Fotográfico: Tributo ao Rei do Pop no Theatro Guarany em Pelotas

No último sábado, 11 de novembro de 2017, Pelotas presenciou o maior tributo ao Rei do Pop da America Latina: “Tributo ao Rei do Pop” um show inesquecível ao Rei do Pop, recriando toda a estrutura das principais performances de Michael Jackson.

A Música é capaz de imortalizar muitos artistas! Poucos viram mitos, mas nenhum até hoje foi para o mundo o que é Michael Jackson! Sucesso em todo Brasil o show “Tributo ao Rei do Pop” já foi apresentados nas principais casas de shows e teatros do pais além de shows no exterior no México, Uruguai e Paraguai.

Confira os próximos eventos da Bah! Entretenimento na página da produtora no facebook.

Rodrigo Teaser
O sensacional artista que dá vida a Michael Jackson começou a imitá-lo aos 9 anos de idade, na época, participava de programas infantis e shows de calouros. Cresceu se dedicando ao canto e a dança, sempre aperfeiçoando suas apresentações em homenagem ao Rei do Pop.

Em 2005 teve seu nome citado no site do cantor ao divulgarem a festa que comemoraria a vitória de Michael nos tribunais. Foi convidado a se apresentar para o próprio na festa 30th years of magic que aconteceu em NY, não foi pois teve seu visto negado.
No Brasil já dividiu o palco com artistas como Ivete Sangalo, Seu Jorge, Claudia Leite e muitos outros em homenagens a Michael Jackson.

Após a partida do Rei do Pop, teve a idéia de produzir um mega tributo, um show com todos os elementos que MJ tinha em seus shows. Nascia assim o Tributo ao Rei do Pop, show que hoje é considerado o maior tributo latino americano e um dos maiores do mundo. Uma produção com banda ao vivo, bailarinos, figurinos, efeitos especiais, elevadores cênicos e muito mais. O show já passou por São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Brasília, Goiás, Espírito Santo, Paraná, Paraguai e mais, sempre com sucesso de publico e critica.

Em 2014 Lavelle Smith, bailarino de coreografo de MJ por mais de 20 anos veio ao Brasil para contribuir e dirigir Rodrigo, durante o processo, Lavelle quis fazer uma participação no show. Foi a primeira vez que ele subiu num palco desde que Michael partiu. A contribuição e amizade de Lavelle são presentes até hoje no Tributo e pessoalmente para Rodrigo.

 

5º Encontro das Bruxas em Pelotas – Álbum Fotográfico

O 5º Encontro das Bruxas, evento exclusivo para mulheres, aconteceu no dia 5 de agosto de 2017 (sábado) na Casa Cultural Las Vulvas em Pelotas, reunindo tarot, astrologia, flash tattoo, gastronomia, música e dança.

Confira o Álbum Fotográfico por Roberta Freitas:

Casa Cultural Las Vulvas é uma iniciativa independente, sem fins lucrativos, gerida por um casal de mulheres. Com o objetivo de servir como um espaço para a circulação e desenvolvimento da arte independente, como lugar cultural especial para o protagonismo de mulheres, assim como ponte para a realização de atividades itinerantes para o público infantojuvenil.
Para fins de sustentabilidade da Casa Cultural Las Vulvas e de suas ações, a casa também é utilizada como espaço coworking e hospedagem.

Série fotográfica “Cholas” será lançada na edição do Photothings em São Paulo

A artista Daniela Pinheiro, natural de Pelotas, apresenta a série fotográfica em cianótipo trazendo imagens das cholas bolivianas de diferentes regiões da Bolívia: La Paz, Ilha do Sol, Cochabamba e Tiahuanaco. “Cholas” será lançada na edição do Photothings em São Paulo, dia 1°de outubro na Unibes Cultural em São Paulo, SP.

Foto: Daniela Pinheiro
Foto: Daniela Pinheiro

Um símbolo de resistência cultural feminina boliviana, as cholas carregam uma história cheia de preconceitos, mantendo seus trajes típicos desde a colonização espanhola no século XVIII, onde foram obrigadas a usarem as vestimentas regionais das camponesas espanholas. As cholas não são figuras folclóricas e nem caricatas. Elas fazem parte da cultura camponesa e elas estão fortemente presente nas cidades. Hoje em dia elas são uma expressão de orgulho das origens indígenas e campesianas.

Em cada região, as cholas tem suas particularidades, mas de comum entre os diferentes estilos de cholas há os fortes traços indígenas, as longas tranças e o awayo; panos coloridos que carregam em suas costas, transportando um pouco de tudo; pode-se dizer que através de seus panos carregam sua autonomia.

Foto: Daniela Pinheiro
Foto: Daniela Pinheiro

As imagens dessa série são produzidas pelo processo histórico de fotografia do século XIX chamado cianótipo. Em seu processo as imagens passaram por uma viragem com chá de coca da Bolívia. É um processo totalmente artesanal, uma relação entre artista e imagem, quando se interfere na própria fotografia em vários níveis: produção do negativo, manuseios dos químicos, gestualidade do pincel, interrupção do processo de revelação, lavagem e viragem.

Foto: Daniela Pinheiro
Foto: Daniela Pinheiro

A série “Cholas” criada pela fotógrafa Daniela Pinheiro veio da vontade de experimentar as variações de cores que pode ser trabalhado no processo da cianotipia. Cada imagem possui somente 5 tiragens e a série “Cholas” será lançada no dia 1°de outubro, na edição do Photothings, um movimento dedicado exclusivamente à fotografia com curadoria de Marly Porto que acontece todo primeiro sábado do mês, na Unibes Cultural em São Paulo, SP.

Foto: Daniela Pinheiro
Foto: Daniela Pinheiro

Sobre a artista:
Daniela Pinheiro é de Pelotas, RS. Artista multimídia, jornalista e fotógrafa. Atualmente mora em São Paulo e cursa o Mestrado em Artes Visuais da Unicamp, Campinas, na linha de poéticas visuais e processos de criação. Dedica-se a projetos autorais com pesquisa focada nos processos históricos de fotografia do século XIX. Acredita que diante dos procedimentos do fazer fotográfico através dos processos artesanais é possível perceber que a fotografia é um campo aberto experimental, capaz de produzir novos discursos visuais por meio do contato com a materialidade e da percepção de sutilezas nos diferentes materiais. A série “Cholas” é a segunda série em cianótipo produzida pela artista. A primeira foi “O silêncio dos lugares”. Para quem quiser conhecer está no seu site : www.danielapinheiro.com

SUL(n)INAS Editorial de moda sustentável lançado em Pelotas

Brechó Nina Garimpa realiza evento nesse sábado, 2 de julho.

Foto: Jade Luzardo/Divulgação
Foto: Jade Luzardo/Divulgação

Acontece nesse sábado, 2 de julho, em Pelotas, o lançamento do primeiro editorial de moda sustentável do Brechó Nina Garimpa. Fotografado no condomínio Las Acácias e nas dunas do Laranjal, saúda a natureza e suas cores, sugerindo atenção com o meio ambiente e um consumo menos apressado, que envolve reuso de roupas e memória afetiva. Foi intitulado “SUL(n)INAS”, remetendo à região Sul e às meNINAS fotografadas, que vieram estudar em Pelotas e viraram nesse projeto símbolo de todos que trazem seus amores e valores pra cidade e se misturam a outros daqui, ajudando a deixar Pelotas ainda mais mais criativa e viva.

Foto: Jade Luzardo/Divulgação
Foto: Jade Luzardo/Divulgação

As modelos na verdade são estudantes de Medicina, Isabela Menna Barreto e Yohanna Brogio. Pessoas de longe ou nascidas aqui que consomem conscientemente, buscam estilo próprio e valorizam seu dinheiro. Uma nova mentalidade que cresce no mundo todo, inclusive em Satolep. A fotografia é de Jade Luzardo, styling de Aline Ebert, produção de Gio Corrêa e assistência de Rogério Vasconcelos. O ensaio pode ser visto na íntegra aqui.

No evento, das 13 às 19h, peças do editorial e centenas de outras disponíveis, exposição de fotografias, algumas analógicas inéditas, lancheria vegana, vinho da Colônia, sofá na rua, música e fogo no final do dia. Detalhes do evento no Facebook.

Lançamento SUL(n)INAS, com brechó e exposição fotográfica
Quando? 2 de julho de 2016
Hora? 13h às 19h
Onde? Nina Garimpa – Rua Gonçalves Chaves, 322 – centro – Pelotas RS

Foto: Jade Luzardo/Divulgação
Foto: Jade Luzardo/Divulgação