Extra, Extra: Jornal e-cult entre os contemplados pelo Procultura 2017

O projeto que traz de volta a edição impressa do Jornal e-cult está entre as Vinte e seis propostas aprovadas no edital 10/2017 do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Procultura).

Aldyr Garcia Schlee, ilustre leitor do e-cult, durante a Feira do Livro de Pelotas em 2016. Foto Deco Rodrigues
Aldyr Garcia Schlee, ilustre leitor do e-cult, durante a Feira do Livro de Pelotas em 2016. Foto Deco Rodrigues

A proposta cultural apresentada no segmento Literatura sob o título “Jornal e-cult” propõe a cada dois meses, entre 2018 e 2019, distribuir uma edição com quatro mil exemplares, de forma 100% gratuita, com conteúdo exclusivamente sobre eventos culturais realizados em Pelotas e produtos lançados por artistas pelotenses ou artistas moradores de Pelotas. No total serão 6 edições impressas.

A Secretaria de Cultura (Secult) divulgou os contemplados por meio de ofício virtual nesta terça-feira (6). Os projetos, que podem custar até R$ 25 mil cada, enquadram-se nas áreas de Literatura, Música, Audiovisual, Folclore e Manifestações Populares, Artes Cênicas, Artes Integradas, e Memória, Acervo e Patrimônio.

Nesta edição, o programa destina R$ 598 mil à iniciativa – 15% a mais do que na anterior. O edital 10/2017, publicado em agosto do ano passado, recebeu 83 inscrições. A seleção é de responsabilidade do Conselho Municipal de Cultura (Concult).

Propostas aprovadas por área:

Literatura
> Mandinga Editorial
> Livro ilustrado Chaminé não é vulcão – Zeca Bum
> Jornal e-cult

Artes Cênicas
> Piratas
> O incrível mistério de Honorato, o Rato!
> 2º Teatrua – Festival de Teatro de Rua de Pelotas

Música
> Pimenta Buena – 3º CD
> Náufragos Urbanos – CD Relógios de Areia
> Ivanov Basso – CD
> Luciano Mello – CD ao vivo Depois da queda
> Marco Brasil – CD Alma brasileira
> Tom Neves – CD Caminho do Bem
> Egbert Parada – CD
> Freak Brotherz – CD 20 anos de carreira
> Alexandre Matos – Candombe para vos

Memória, acervo e patrimônio
> Entre Contos e Lendas sobre João Simões Lopes Neto
> Atlas Digital do Patrimônio Arqueológico de Pelotas 2018

Artes Integradas
> Sovaco de Cobra Trio – Nossa Alma
> 100 Aves de Pelotas
> Maratona Fotográfica de Pelotas
> Histórias de amor e de Carnaval: a cultura e a costura pelas mãos da Griô Dona Sirley Amaro
> A vida é um jogo para quem tem ancas: uma arqueologia documental sobre mulheres escravas domésticas em Pelotas/RS no século XIX
> 7º Festival MozBrasil

Folclore e Manifestações Populares
> Bloco do Mapa festeja a cidade de Pelotas

Audiovisual
> La Muerte
> Cachorro, o Filme

e-Cult Impresso – Editorial agosto 2011

Em dezembro de 2009 escrevi uma matéria para o e-Cult relatando o quanto nossa cidade parece confusa quando o assunto é cinema. Nas últimas décadas, nossos cinemas transformaram-se em igrejas, mercados e prédios abandonados, e, após virar estacionamento, o Cine Capitólio – último cinema de calçada em funcionamento – a cidade conta agora apenas com três salas de projeção no “shopping” Calçadão.

Na contramão dos acontecimentos, Pelotas agora possui faculdade de cinema, realizou duas edições do Festival de Cinema Manuel Padeiro, conta com o reconhecido trabalho da Moviola Filmes e uma crescente atividade de Cineclubes.

Preparamos uma edição especial de Cinema, destacando o curta pelotense Marcovaldo no 39º Festival de Cinema de Gramado, a sala de cinema P. F. Gastal em Porto Alegre, as atividades do Zero 3 Cineclube para agosto e a atriz pelotense Luciáh Tavares no curta “Pequenos Desencontros”.

Deco Rodrigues
Editor

Clique aqui para ler a versão on line do e-Cult Impresso.
Edição: Agosto 2011
Diagramação e Design: Greice Marques

e-Cult Impresso – Editorial Junho – Julho 2011

Fundado em setembro de 2009 o e-Cult nasceu com o objetivo de impulsionar os artistas e eventos culturais de Pelotas. Inicialmente no site ecult.com.br, utilizando as redes sociais Twitter e Facebook como ferramentas na divulgação das notícias culturais geradas na cidade. Na area impressa, duas edições experimentais foram distribuídas em Outubro e Novembro de 2009. 

No ano de 2010, o e-Cult optou por dedicar-se apenas na manutenção de seus canais na internet, no mês de março deste mesmo ano, foi convidado pelo Grupo RBS para ser parceiro no atual ClicRBS Pelotas, onde suas notícias culturais continuam divulgadas.

Junho de 2011, retorna o eCult Impresso, agora contando com o trabalho de uma equipe maior. Junte-se a nós, voltamos para ficar.

Deco Rodrigues
Equipe e-Cult

Clique aqui para ler a versão on line do e-Cult Impresso.
Edição: Junho – Julho 2011
Diagramação e Design: Greice Marques
Foto da Capa: Kelly Schmidt