Marcos Piangers lança O Poder do eu te amo, pela editora Belas Letras

Livro estimula leitores a não terem medo de dizer “eu te amo” e celebrar laços de afeto e amor. O título já está em pré-venda e chega às principais livrarias do país em maio.

Foto: Claudio Fonseca
Foto: Claudio Fonseca

O vídeo de Marcos Piangers, que emocionou mais de 50 milhões de pessoas na internet (https://bit.ly/2CzzOmZ),agora ganha as páginas de um livro, em uma edição capa dura, publicada pela Editora Belas Letras, que chega àsprincipais livrarias do país em maio. “O poder do eu te amo”convida os leitores a não terem medo de dizer essas três palavras, porque o “eu te amo” tem poder. O “eu te amo” constrange; o “eu te amo” muda vidas. Para o autor, é uma frase revolucionária equando essas palavras se materializam, elas quebram barreiras invisíveis. Verbalizadas, se transformam em verdade e libertação. E nunca é tarde para começar a praticar.

Com texto simples, a edição brinca com as palavras, que dançam nas páginas do livro, com fontes desenhadas e arte criada pelo designer Fabio Haag. A obra traz episódios emocionantes envolvendo sua esposa – Ana Cardoso(autora de A Mamãe e Rock e A Mamãe é Punk, também lançados pela Belas Letras) e suas filhasAnita e Aurora Piangers, que fazem refletir sobre a importância de dizer “eu te amo” para as pessoas e o quanto essa frase pode influenciar relacionamentos e mudar vidas. Uma sugestão de presente para mães, pais e amores, como forma de celebrar laços de afeto e amor.

“Depois que escrevi sobre o poder do eu te amo, recebi inúmeros depoimentos. Filhos que passaram a valorizar mais os pais. Pais que passaram a estar mais próximos dos filhos. Casais que estavam distantes e, ao dizerem essas três palavras mágicas, redescobriram a paixão que um dia tinham. São palavras encantadas, que vencem a força da distância. Que recuperam o tempo perdido”, conta Piangers.

O livro pode ser adquirido antecipadamente na pré-venda, com frete grátis até o dia 15/05 pelo site: www.opoderdoeuteamo.com.

Marcos Piangersé autor de O Papai é Pop (publicado pela Belas Letras, em 2015), livro que virou best seller, com mais de 200 mil livros vendidos no Brasil, Portugal, Espanha, Inglaterra e Estados Unidos. A obra fala sobre a paternidade, com histórias emocionantes e engraçadas sobre a maravilha que é ser um pai presente. Também lançou O Papai é Pop 2, em 2016, e dois volumes em quadrinhos em 2017.

Referência para milhões de pessoas no país, Piangers possui mais de 3 milhões de fãs no Facebook e meio milhão de seguidores no Instragram. Já deu centenas de palestras sobre as mudanças tecnológicas e as relações familiares, sendo 3 delas no TEDX. Trabalha com comunicação e plataformas digitais desde 2001. Nascido em Florianópolis, em 2006 se mudou para Porto Alegre, para participar do programa Pretinho Básico, um fenômeno de audiência. Em 2017, foi morar em Curitiba com a família. www.piangers.com.br

9788581744308 ALTAO poder do eu te amo
Marcos Piangers
Arte: Fabio Haag
ISBN: 9788581744308
Número de páginas: 84
Formato: 18x20cm
Editora: Belas Letras
Preço de capa: R$ 39,90
Peso (em Kg): 0,500kg

Fonte: Raphaela Donaduce Flores – Dona Flor Comunicação

Escritores visitam Bibliotecas Comunitárias do Cirandar em Porto Alegre

Alexandre Brito e Caio Riter participam de atividades de mediação de leitura junto a crianças que frequentam as bibliotecas comunitárias da Chocolatão e Ilha Grande dos Marinheiros.

Aproximar os autores de seus leitores e promover a democratização e o acesso à leitura. Esses são os objetivos do “Encontro com escritor”, projeto desenvolvido pelo Cirandar – Centro de Integração de Redes, que promoverá atividades com os escritores Alexandre Brito e Caio Riter e as crianças e familiares frequentadores das bibliotecas comunitárias geridas pela organização. As duas atividades são gratuitas e abertas ao público.

A primeira atividade será neste sábado (21/4),a partir das 14h, na Biblioteca Comunitária Chocolatão (Residencial Vila Nova Chocolatão – R. Mario Juarez de Oiveira, 261). Alexandre Brito fará a mediação de leitura do seu novo livro Muito Esquisito, de poesia infantil. A obra nos convida a conhecer animais imaginários muito esquisitos. Em seguida, ele participa de um bate-papo com as crianças e jovens da comunidade. A atividade também marca a Semana do Livro, celebrada entre os dias 14 e 23 de abril.

No dia 12/5 será a vez de Caio Riter, que é padrinho da Biblioteca Comunitária do Arquipélago(Rua da Cruz, 5 – Ilha Grande dos Marinheiros). A atividade inicia às 10h,com um passeio pela comunidade, seguido de um piquenique literário, em que o autor fará a mediação de leitura do livro Cinco Girafas no Espaço. A obra traz poesia, fantasia e uma nave espacial onde vivem girafas e Marias.

ENCONTRO COM ESCRITOR: Alexandre Brito na Chocolatão
Data: Sábado (21/4)
Horário: 14h
Local: Biblioteca Comunitária Chocolatão (Residencial Vila Nova Chocolatão – R. Mario Juarez de Oiveira, 253)
Entrada franca | Aberto ao público

ENCONTRO COM ESCRITOR: Caio Riter na Ilha Grande dos Marinheiros
Data: Sábado (12/5)
Horário: 10h
Local: Biblioteca Comunitária do Arquipélago (Rua da Cruz, 5 – Ilha Grande dos Marinheiros)

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

ALEXANDRE BRITO
Alexandre Brito é escritor e músico. Prêmio “Os 30 Melhores Livros Infantis do Ano de 2012”, com “Museu Desmiolado” (Ed. Projeto, 2012), também selecionado para o Catálogo Brasileiro da Bologna Children’s Book Fair 2012 e Biblioteca Itaú Criança da Fundação Itaú. Desenvolve um trabalho poético-musical, tanto para adultos como para crianças. Tem participado de festas e feiras literárias pelo Brasil, bem como de inúmeros projetos de incentivo à leitura. Acaba de lançar Muito Esquisitopela editora. Pulo do Gato.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

CAIO RITER
Caio Riter é professor, mestre e doutor em Literatura Brasileira. Autor de vários livros, com os quais recebeu algumas distinções literárias, como os prêmios Açorianos, Barco a Vapor, Orígenes Lessa e Selo Altamente Recomendável, entre outros. Formado em Jornalismo e em Letras, ministra aulas no ensino fundamental e médio, desde 1987, atuando também como professor universitário em cursos de graduação e de pós-graduação. Ministra oficina literária de narrativa e de literatura infantil. Participa como palestrante em cursos de capacitação de professores em várias cidades do Rio Grande do Sul, momento bastante rico de troca e de aprendizagem. Todavia, com certeza, ser professor, estar em contato diário com adolescentes, sempre foi e será a melhor escola. Possui vários livros publicados, entre eles A filha das sombras, O rapaz que não era de Liverpool, Meu pai não mora mais aqui, Sete patinhos na lagoa e Contos populares do Sul.

Fonte: Raphaela Donaduce Flores

Nomostase: festival de cinema, política e literatura em Pelotas

No próximo sábado, dia 07/04, Pelotas receberá o Nomostase: 1º Festival de Cinema, Política e Literatura, trazendo diversas atividades culturais, numa agenda que se estende das 14:00h até 01:00h, na Galeria Now. Entrada Franca.

A Nomos é uma Editora e Produtora independente que está chegando em Pelotas, após dar início aos seus trabalhos em Porto Alegre, há um ano. A ideia do evento, além de celebrar o lançamento oficial da empresa, é apresentar a identidade da Nomos, que se volta principalmente para projetos de conscientização política, incluindo pautas progressistas em defesa dos direitos humanos e da inclusão social.

Confira a programação do evento:
programação nomostase 1programação nomostase 2programação nomostase 3Evento no facebook: www.fb.com/events/190629768208348/
Site da Nomos: www.projetonomos.com

Série internacionalmente premiada em destaque em Porto Alegre

A Bandeira do Elefante e da Arara, série internacionalmente premiada de Christopher Kastensmidt estará em destaque nas artes visuais da Quarta Cultural.

 A mostra abre dia 07 de fevereiro, mês que traz também um bate-papo sobre literatura com Frank Jorge, dia 28.

Minhocão - Marília Feldhues
Minhocão – Marília Feldhues

A Bandeira do Elefante e da Arara é uma série internacionalmente premiada criada pelo autor Christopher Kastensmidt, que brinda a Quarta Cultural com uma exposição muito diferente: Esta mostra traz obras de sete artistas brasileiros que contribuíram ao desenvolvimento deste mundo multimídia. “Ao longo dos últimos oito anos  tive a honra de trabalhar com uma série de artistas extraordinários, alguns dos principais talentos nacionais na área de arte digital. Os primeiros retratos desde mundo ficcional assumiram a forma de ilustrações para contos, capas de livros e artes conceituais, criadas entre 2009 a 2013. Os artistas que participaram desta fase incluíram Paulo Ítalo, Jay Beard, Carolina Mylius, Leonardo Amora e Federido Piatti. O trabalho deles estabeleceu uma identidade visual inicial para o projeto”, conta o autor da série.

Mula sem cabeça - Gabriel Rubio
Mula sem cabeça – Gabriel Rubio

Os livros de Kastensmidt chegaram nas salas de aulas de dezenas de escolas e contam as aventuras do holandês Gerard van Oost e do iorubano Oludara numa versão fantástica do Brasil Colônia. As histórias alcançaram um público internacional enorme, com versões em sete idiomas: inglês, chinês, espanhol, tcheco, romeno, holandês e português. Chegaram a concorrer prémios literários de porte, como o Nebula (EUA) Realms of Fantasy (EUA), AGES (Brasil) e Argos (Brasil).

O estudioso - Gabriel Rubio
O estudioso – Gabriel Rubio

“Em 2015, Ursula “SulaMoon” Dourada, responsável pela colorização dos quadrinhos, criou uma série de 53 pinturas para ilustrar um jogo de tabuleiro e também guiou a entrada de um novo grupo de artistas no projeto. Com a participação de Cássio, Marcela Medeiros, Ernanda Souza, Rodrigo Camilo, Gabriel Rubio e Guilherme da Cas, o projeto produziu cinquenta novas obras de arte e uma atenção inédita para a série, gerando milhões de visualizações nas redes sociais.  Todos estes trabalhos ajudaram no crescimento do mundo de A Bandeira do Elefante e da Arara, e esta exposição é uma homenagem a este grande time”, complementa Christopher Kastensmidt.

A Quarta Cultural é uma iniciativa do Sicredi em parceria com o Ministério da Cultura, por meio da Lei de Incentivo à Cultura. Todos os eventos do projeto são gratuitos e abertos ao público. As mostras podem ser visitadas em horário comercial, de segundas a sextas-feiras na Av. Assis Brasil, 3940 – térreo.

Quarta Cultural Sicredi – A Bandeira do Elefante e da Arara
Abertura dia 07 de fevereiro de 2018, às 13h
Visitação até 07 de março, de segundas a sextas, das 9h às 18h
Biblioteca do Sicredi – Av. Assis Brasil, 3940 – térreo. Porto Alegre
Entrada franca

Agnen - Marília Feldhues
Agnen – Marília Feldhues

Produção: Liga Produção Cultural
Realização: Lei de Incentivo à Cultura – Ministério da Cultura
Apoio: Câmara Rio-Grandense do Livro

Fonte: Bebê Baumgarten Comunicação

Gagui IDV lança o livro Resenha do Rap em Pelotas

No próxima quinta-feira (11 de janeiro) acontece o lançamento do livro Resenha do Rap, de Gagui IDV em Pelotas.

O evento também contará com graffiti ao vivo por Beethoven Mendonçapocket, show com Guido CNR (Leandro Fagundes), DJ’s Slot (Leonardo Macedo) e Djnf LadoSul, raffiti ao vivo com Beethoven Mendonça.

Foto: Gabriel Huth - DP
Foto: Gabriel Huth – DP

Lançado pela Editora Bradamante o livro Resenha do Rap contém 22 entrevistas com diversas personalidades do Hip Hop nacional. Desde os precursores King Nino Brown (coroado Rei Zulu pelo criador do Hip Hop Afrika Bambaataa) e Athalyba Man (membro do primeiro grupo de Rap a gravar um disco no Brasil), passando por DJ Raffa (produtor do hino ‘É mantenho minha cabeça em pé, fale o que quiser, pode vir que já é..’), Lino Krizz (do lendário grupo Os Metralhas e dono da voz do refrão de Senhorita), Kamau, Japão (Viela 17), Zulu Tr (ex-DJ do MV @Bill), Eli Efi (autor de outro hino ‘Sei que não é fácil ser Homem de Aço), Rael (‘Ela tem cores, curvas, sabores..’), Rashid, Da Guedes (‘O Dr. Destino é foda..), Thig (‘Cê tá no Jaçanã, tá na picadilha..’), Jair Brown, Anjo DB, Furiah Do Raciocínio, Lindomar 3L, Fill, Tha Gattha (Negrociação), Negro Rudhy, Mr. Diones, 5 Pra 1 e DuckBeatz.

São relatos de vários lugares do Brasil, em um pouco mais de 200 páginas, que ajudam a construir um pouco da história do Rap nacional, e que servem para documentar essa rica história, para que gerações futuras saibam reverenciar quem pavimentou essa estrada.

Gagui IDV

Foto: Luís Fabiano Gonçalves (Fio da Navalha)
Foto: Luís Fabiano Gonçalves (Fio da Navalha)

Nascido em 1981, na cidade de Pelotas, Gagui IDV, teve então com 12 anos, despertado seu interesse pela cultura oriunda das ruas. Mas somente em 1998, forma seu primeiro grupo de Rap, intitulado Ideologia de Vida, juntamente com dois colegas de escola, PC e Jeison ZL. O grupo começa a apresentar-se pelas festas de Rap da cidade de Pelotas, conhecendo outros grupos, tendo oportunidade de levar informação para vários lugares.

No ano 2000 o grupo termina, seguindo assim apenas Gagui em carreira solo. Nesse meio tempo Gagui começa a palestrar em escolas, universidades, presídios, unidades da FASE (antiga FEBEM). Articulando o movimento Hip Hop de Pelotas, organizando festas, encontros, reuniões, palestras. Em 2001, inicia um projeto pioneiro na cidade de Pelotas, um programa de Rap em uma rádio comunitária, chamado Comunidade Hip Hop, que vai ao ar até os dias de hoje, todos os sábados. A partir desse veículo de comunicação passa a dar visibilidade à cena local, divulgando o Hip Hop em Pelotas e interagindo com personalidades do Hip Hop brasileiro que concederam entrevistas para o programa, entre eles Afro X, Dina Di, Bad, Nitro Di, GOG, entre outros.

Gagui também começa a escrever para sites de Hip Hop tornando-se colunista dos sites: Rap Nacional, Enraizados, Adversus e Omega Hip Hop, além de manter um blog na internet. Participou de algumas atividades importantes da cena do Hip Hop, como palestrante do 1’ Encontro de Hip Hop de Pelotas, que contou com a presença do rapper GOG, aniversário de 02 anos do site Adversus no Bar Opinião em Porto Alegre, Encontros regionais e nacionais de Hip Hop nos Fóruns Sociais Mundial em Porto Alegre, Hip Hop versus Violência, reunião organizada pelo rapper Mano Brown do Racionais MC’s, abertura dos shows de Thaíde, Facção Central, 509-E, Da Guedes e Visão de Rua, 5′ Bienal de Arte e Cultura da UNE, no Rio de Janeiro. Em 2004 Gagui enviou a música “Revolucionário” para o Hutuz, ficando entre as 64 indicadas para audição dos jurados, dentre mais de 600 músicas inscritas e em 2006 ficou também na etapa classificatória do Hutuz, com a música “Inveja Mata”. Em 2005 lançou o seu primeiro CD independente, intitulado Alforria, com dezesseis faixas, que contou com a participação de alguns grupos de Rap de Pelotas: Banca CNR, Preta G, Makabra.

A partir de 2011, Gagui inicia um trabalho na assessoria do Deputado Estadual Catarina Paladini (PSB) e encabeça a aprovação da Lei da Semana Municipal do Hip Hop em Pelotas. Também tem participações nas aprovações das Leis de Esteio e Rio Grande. Em 2012 recebe o Prêmio Lança de Ouro, maior premiação do Hip Hop do Rio Grande do Sul, com o melhor videoclipe de 2011, da música “A Inveja Mata”. Também em 2012 recebe o Prêmio Black Pel como destaque do ano. Realiza a 1′ Batalha de Beats de Pelotas, através da sua produtora ‘Alforria Produções’. Cria o Projeto Família IDV Convida Ensaio Aberto que realiza mais de 20 edições semanais, oportunizando a cada edição que um grupo se apresente, dando assim espaço para que a cena do Hip Hop se movimente. Em 2012 percorre o RS se apresentando em: Porto Alegre, Bagé, Pinheiro Machado, Arroio Grande, São Lourenço do Sul, Rio Grande. Participa do Programa Hip Hop Cultura de Rua da TVE/RS. Em 2015 lança o CD IDV, com participações de Nego Maisson, Guido CNR, Glauco, Perelló.

Arte: Augusto Barros
Arte: Augusto Barros

 

Lu Gastal lança o livro “Relicário de afetos” no Mercado Público em Pelotas

A arte do fazer a mão é a alma do livro Relicário de afetos, que Lu Gastal lança nesta segunda-feira(18), a partir das 18h, no pátio interno do charmoso Mercado Público de Pelotas.

Como já anuncia o texto da contracapa: “Este não é um livro de costura, de bordado, de culinária, fotos ou um resumo de dicas handmade: é um livro de amor”. Desta forma a artesã apresenta uma publicação singular, recheada de afetos e reminiscências, onde mescla desde textos autorais, fotografias inéditas e até receitas de peças artesanais.

Foto: Daniela Battastini
Foto: Daniela Battastini

O ato do fazer à mão, assim como a culinária, retornou com força total às atividades do mundo moderno. Ganhou força nos últimos anos, criando um mercado exclusivo para técnicas de costura, pintura, crochê, tricô, macramê, entre outros. Lu Gastal é uma das responsáveis por esta transformação. Para dar luz ao antigo sonho de traduzir sua trajetória em um livro, ela convocou o público a participar de um financiamento coletivo, através de uma criativa campanha de pré-venda. Os nomes dos parceiros estão nas páginas do seu Relicário de afetos, assim como as empresas que apoiaram esta verdadeira construção coletiva.

Editado pela Satolep Press, com projeto gráfico da Nativu Design, a publicação apresenta um design que remete a uma aconchegante viagem no tempo, passeando por 144 páginas recheadas de emoção. O livro estará à venda pelo preço de R$ 90,00 nas sessões de autógrafos e posteriormente será distribuído às livrarias. Para 2018 estão previstos lançamentos no Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília e Belo Horizonte.

HISTÓRIA – Luciana Kaempf Gastal, a Lu Gastal, nasceu em Cachoeira do Sul, no ano de 1971. É formada em Direito pela Universidade Católica de Pelotas (UCPel) e na última década trocou o cotidiano burocrático pelo universo do mercado artesanal brasileiro. Artesã assumida, ela atua ministrando oficinas e participando de eventos em todo país. A autora foi pioneira na disseminação de informações para este segmento através das mídias sociais. No seu livro de estreia aborda o universo das suas experiências criativas.

Sessões de autógrafo
Relicário de afetos, de Lu Gastal
Quando? 18 de dezembro – segunda-feira
Hora? 18h
Onde? Pátio interno do Mercado Público​ de Pelotas RS
CAPA_FINAL_24nov.cdr
Fonte: Gabriela Mazza -Jornalista – MTb: 9838

Eduardo Majer lança “O Iluminador de Almas” na na Feira do Livro de Pelotas

O Iluminador de Almas – Obra de Eduardo Majer será lançada no dia 12/11 às 19h na Feira do Livro. Confira a entrevista com o jovem escritor sobre sua obra de estreia e fique por dentro dos seus nobres ideais.

Por Charlie Rayné

A primeira informação que tive de Eduardo Maier era de que ele trabalhava num lugar chamado Escola do Ser e que lá existiam oficinas e palestras sobre qualidade de vida e espiritualidade. Pensei que o livro certamente não fugiria deste tema.

Foto: Charlie Rayné
Foto: Divulgação

Eduardo é um jovem escritor pelotense, com serenidade e gestos quase irreais…Sim, ele transborda uma sensibilidade, uma paz que não condiz com o caos do mundo lá fora. Eu, na minha habitual ansiedade, estranhamente, consigo me acalmar diante de uma sala pequena, simples e aconchegante, localizada na rua Major Cícero, 247.

Trata-se da Escola do Ser. Imediatamente me ponho a pensar que talvez para “ser” a simplicidade seja o ingrediente principal. E é. Eduardo começa a me responder alguns questionamentos feitos anteriormente, via WhatsApp, de forma tão natural e empolgante que novas perguntas surgem e a conversa vai longe. Tão longe que realmente consigo ficar completamente entregue ao momento da entrevista e esqueço o turbilhão da rua.

Sobre o que fala o livro “O Iluminador de Almas?
O Romance nos conta a história de um adolescente, Beto, que por ser questionador e buscador de algo maior, encontra na simplicidade a fonte de bem viver. Na sua caminhada, conhece um professor “Mente Aberta”, o Minhoca, que inventa e usa sua criatividade para ir além do habitual em sala de aula. Juntos descobrem uma linda forma de troca de aprendizagens e conhecimentos.

Folheio o livro e ponho meus olhos em uma passagem e outra, constatando naquelas palavras o que podemos chamar de simplicidade profunda. De onde vem isto, Eduardo? Por que escrever para jovens que na quase totalidade estão envolvidos meramente em smartphones, hormônios e falta de comprometimento?
“Acho pertinente levar às pessoas, adultos e principalmente os jovens a possibilidade de pensar e viver uma vida de mais qualidade, “ligados” no sentido da vida e no porquê de estarmos aqui. Os adultos falam dos jovens, mas não entendem seu mundo. Como convivo muito com eles, me coloco em seus lugares.”

O escritor termina a colocação, com aquela empolgação serena e totalmente consciente. Deixo-o livre. Ele, talvez sabedor de que as pausas são também ensinamentos, percebe minha “deixa” para que ele fale mais e começa a discorrer com propriedade sobre a importância de dar à vida um significado pleno, de total harmonia. E o livro traz esta experiência, um bálsamo para edificar, um instrumento para se debruçar nas questões essenciais.

Um tanto hipnotizado pelo assunto tão desejado por mim e tão importante para todos, mantenho-me em silêncio, contemplativo. E ele retoma sua paixão, falando na descoberta de algo que tanto busco, ou melhor que tantos buscam- a paz:
“Com certeza, a vida é o propósito maior, estar aqui é só agradecimento. Que aventura, não? Um paraíso cheio de pássaros, frutas, flores, pessoas, arco-íris, nuvens, lua, sol… ih, vai longe! O que ocorre no externo, como a desordem econômica e política, hoje aceito e perdoo. Dou energia para outras coisas; o meu mundo interno está lindo, cheio de cores e alegrias. Esta é uma escolha que faço.”

Foto: Charlie Rayné
Foto: Divulgação

Com o tempo esgotado, gostaria eu de perguntar sobre a Escola em que Eduardo ensina práticas de autodescoberta e equilíbrio. Mas se assim fizesse, eu sairia do foco e para Majer esta seja uma das chaves da plenitude. Sua insistência em vislumbrar o melhor que há no mundo já me dá um positivo puxão de orelha. Com o livro nas mãos, aguardo o dia 12 de novembro, às 19h para receber o autógrafo. E ao me despedir, prometo conferir brevemente os cursos, terapias e ensinamentos deste jovem professor de vida!
A próxima entrevista será na “Escola do Ser”.

Lançamento do Livro “O Iluminador de Almas”, de Eduardo Majer
Onde? Feira do Livro de Pelotas – Estande da Livraria Mundial
Quando? 12 de novembro – domingo
Horário? 19h

Jonas Espirito Santo lança “Esquila” na Feira do Livro de Pelotas

Sábado, 11 de novembro de 2017, acontece o lançamento do romance “Esquila” de Jonas Espirito Santo durante a 45ª Feira do Livro de Pelotas. A sessão de autógrafos será às 19h e o autor participará do Sarau Literário às 20h30min.

Folder Pelotas FINALEsquila, romance de estreia de Jonas Espirito Santo, conta a história do jovem Augusto e seu pai durante o início do verão em dezembro de 1999, na fronteira oeste do Rio grande do Sul. O Pampa gaúcho serve de pano de fundo para o autor desenvolver sua prosa agridoce e discorrer sobre temas tão diversos e complexos como: o fim da adolescência e a condição humana; a formação do estado do Rio Grande do Sul e o rock dos anos noventa; Yukio Mishima e Ovídio; Nine Inch Nails e Vitor Ramil.

A música exerce um papel importante e original na obra. As canções citadas no livro são como personagens que em determinada parte assumem o controle do romance. Esquila é ao mesmo tempo regional e universal, tradicional e transgressor, doce e brutal, divertido e melancólico. Um conto moderno sobre o Rio Grande do Sul, um retrato emocionante dos anos noventa.

Jonas Espirito Santo
Atua como professor em duas escolas na cidade de Porto Alegre. Esquila é seu primeiro trabalho literário. O romance foi gerado em quase cinco anos, divididos entre suas funções de professor de língua estrangeira e de ensino profissionalizante.

Esquila
Um velho e o filho adolescente viajando em um antigo Maverick pela fronteira oeste do Rio Grande do Sul. Um refúgio esquecido no Pampa. Um grupo de seis pessoas na imensidão da Campanha: às bordas do Uruguai encontrariam muito mais do que procuravam. Uma jornada inesquecível que transformaria para sempre suas vidas. Aquele dezembro intenso se revelaria tão fantástico quanto brutal. Ninguém sairia impune daquele verão que os transfiguraria impiedosamente.

Claudia Tajes lança Dez (quase) amores + 10

Best-seller lançado no ano 2000 ganha nova edição com continuação. Lançamento será no dia 6 de novembro, na Feira do Livro de Porto Alegre.

Quase duas décadas depois da publicação de seu best-seller Dez (quase) Amores, em 2000, Claudia Tajes lança agora uma continuação: Dez (quase) amores + 10, pela Editora Belas Letras, com sessão de autógrafos no dia 6/11, na Feira do Livro de Porto Alegre.

3D 9788581743608O livro intercala os primeiros dez quase amores da personagem Maria Ana dos anos 2000, com os dez quase amores de agora. A jovem cheia de ilusões que não estava nem aí para o politicamente correto e que acreditava que, em algum lugar de sua história, haveria um grande amor à sua espera, chegou aos 40 anos. E a vida, claro, não é mais a mesma. Depois de ter casado e descasado, de ter aprendido a ter mais cuidado com o que fala e a ter sérias dificuldades de acreditar nas coisas (o que pode ser traduzido como amadurecer) ela imagina que algo muito bom está para acontecer.

Dez (quase) amores + 10 intercala o texto integral do best-seller com uma continuação, ou seja, Maria Ana já madura e seus novos 10 “quases” amores atuais, desta vez em tempos de Tinder (por que não?). O passado e o presente da mesma mulher, agora com mais de 40 anos.

Para Martha Medeiros, que assina o prefácio, “quem mudou nesses dez anos foi Claudia Tajes. Se no primeiro volume de Dez Quase Amores já nos fazia rir com as trapalhadas de sua personagem, agora ela tripudia: é uma gargalhada seguida de outra. Cada vez mais inspirada e com a mão firme para a comédia de costumes, Claudia nos conduz para o maravilhoso mundo da bizarrice romântica e faz do “não dar certo” seu grande acerto literário”.

Lançamento Dez (quase) Amores + 10
Quando: 6 de novembro – segunda-feira
Onde: Praça de autógrafos
Sessão de autógrafos: 17h30

Claudia Tajes
gaúcha, gremista, cronista e roteirista. Com este Dez (Quase) Amores estreou na literatura, em 2000, tornando-se best-seller instantâneo. Também lançou outros nove livros, entre eles A Vida Sexual da Mulher Feia, adaptado para o teatro, e Louca por homem, que virou uma série no canal HBO chamada Mulher de fases. Mora no Rio de Janeiro, onde é roteirista da Rede Globo.

Fonte: Raphaela Donaduce Flores – Jornalista
Dona Flor Comunicação

Regina Navarro Lins lança livro e fala sobre as novas formas de amor em Porto Alegre

Psicanalista e consultora do programa Amor & Sexo da Rede Globo, Regina vem a Porto Alegre no dia 08 de novembro para realizar palestra e sessão de autógrafos do seu mais recente livro, Novas Formas de Amar.

22769612_1495685287174062_3626994691806723730_oNo dia 08 de novembro, quarta-feira, às 19h30, o Instituto Ling recebe a psicanalista e consultora do programa Amor & Sexo/ TV Globo, Regina Navarro Lins, para uma palestra e lançamento do seu mais recente livro, Novas Formas de Amar – nada vai ser como era antes: grandes transformações nos relacionamentos amorosos. A palestra é aberta ao público, com retirada de senha uma hora antes do evento (por ordem de chegada até a lotação do auditório – 89 lugares). Os interessados que adquirirem um exemplar do livro pelo site do Instituto Ling terão seu lugar automaticamente reservado na palestra.

Com a experiência de quem atende em consultório há 45 anos – além de ser consultora do programa Amor & Sexo (TV Globo) e colunista do programa Em Pauta (GloboNews) -,Regina discute os novos modelos para as relações amorosas. Relata inúmeros casos reais, faz reflexões importantes e apresenta o que há de mais novo nas questões que envolvem os relacionamentos afetivos e amorosos da contemporaneidade.

Amar exige muito aprendizado e este é o maior desafio dos casais. Nos tempos atuais, os desafios são ainda maiores porque surgiram novas formas de amar – e é sobre isso que a autora discorre no novo livro que marca sua estreia pela Editora Planeta. Depois da revolução sexual, do divórcio, da pílula, do movimento LGBT e de tantas outras mudanças de costume, amar virou um verbo plural. A monogamia, o sentimento de posse deu lugar à liberdade para experimentar o novo. Mesmo em sociedades mais conservadoras, o “padrão de comportamento aceito” vem cedendo espaço para o diferente. Surgiram o poliamor, as relações livres, o transexual e a busca pelo amor por meio de aplicativos de internet. Esses são alguns dos assuntos que Regina Navarro Lins vai abordar em sua palestra.

Foto Divulgação
Foto Divulgação

Regina Navarro Lins
Consultora do programa Amor & Sexo, um dos mais bem sucedidos da TV brasileira. Ela está sempre na mídia dando entrevista e é reconhecida como uma “autoridade” no tema. Tem uma legião de pessoas que escreve para ela via blog ou email. Este é seu 12º livro e o seu primeiro título pela editora Planeta. Sua primeira obra, A cama na varanda, foi um mega seller.

Palestra e lançamento do livro Novas Formas de Amar, com Regina Navarro Lins
Sessão de autógrafos após o evento
Quando? 08 de novembro, quarta-feira, às 19h30
Entrada franca por ordem de chegada, mediante a retirada de senha 1h antes do evento (sujeita à lotação do auditório – 89 lugares)
Valor do livro: R$ 44,90. A compra do livro pelo site do Instituto Ling dá direito a lugar reservado na palestra: http://bit.ly/formasdeamar
Informações: (51) 3533-5700
Endereço: Instituto Ling – Rua João Caetano, 440 – Porto Alegre/RS
Atendimento de segunda a sexta-feira das 10h30 às 22h; sábados, das 10h30 às 20h.

Novas Formas de Amar – nada vai ser como era antes: grandes transformações nos relacionamentos amorosos
Autora: Regina Navarro Lins
272 páginas, editora Planeta, 2017

Sobre o Instituto Ling
Criado e mantido pela família Ling desde 1995, o Instituto Ling é uma instituição sem fins lucrativos voltada para a transformação da sociedade através da educação e da cultura.
O Instituto Ling atua em três segmentos: Educação, Cultura e Saúde. Sua missão é promover o desenvolvimento humano e a evolução da sociedade através da disseminação de diferentes formas do conhecimento, da liberdade de pensamento, da valorização da cultura e da saúde. A abertura de seu Centro Cultural em Porto Alegre, no ano de 2014, ampliou e solidificou a atuação do Instituto, firmando-o como centro de referência na disseminação do conhecimento e do livre- pensar, fomentador da educação de excelência em seus múltiplos formatos e provedor de serviços e produtos culturais diferenciados, com elevado padrão de qualidade e estética.
Na área da saúde, o Instituto Ling estabeleceu parceria com o Hospital Moinhos de Vento, em 2015, para a implantação de um centro de referência no tratamento do câncer em Porto Alegre.
A família Ling, mantenedora do Instituto, é proprietária da “holding company” Évora. O grupo empresarial produz e comercializa latas de alumínio para bebidas, não-tecidos de polipropileno (usados principalmente na produção de descartáveis higiênicos) e tampas plásticas para bebidas e produtos de higiene e beleza.
www.institutoling.org.br
Endereço: Rua João Caetano, 440 | Bairro Três Figueiras | Porto Alegre
Fone: 51 3533-5700 | Email: instituto.ling@institutoling.org.br

Fonte: Adriana Martorano