Música, Arte, Tecnologia e Educação – MATE 2017 em Porto Alegre

 

Nos dias 10, 11 e 12 de dezembro, Porto Alegre recebe a segunda edição do MATE Encontro da Música e Economia Criativa da América do Sul.

Durante três dias a capital gaúcha será a rota de importantes players do mercado da música e da economia criativa do Brasil e de diversos países, conectando-se e compartilhando.

Fotos: Vitória Macedo
Fotos: Vitória Macedo

O MATE – 2º Encontro da Música e Economia Criativa da América do Sul – apresentará uma programação diversificada, para maior compartilhamento de informações, conhecimentos e experiências, além da geração de potenciais novos negócios.

Entre as atividades programadas estão painéis, debates, rodadas de negócios, showcases, exibição de documentários, lançamento de livros, meditação e festas que ocuparão diferentes lugares da cidade como a Fundação Iberê Camargo, Dado Bier Bourbon Country, Espaço Cultural 512, Groova e Agulha.

O evento receberá convidados nacionais e internacionais, artistas, empreendedores, educadores, representantes de instituições privadas e públicas à estudantes e o público interessado.

> Ingressos
Os ingressos para os painéis podem ser adquiridos através do aplicativo Onni. Acesso via http://www.mate2017.com.br/#home

> Painéis previstos
– Educação, inovação e criatividade: Quais as reais iniciativas inovadoras e como identificar os seus resultados na formação da mudança
– Áudio + vídeo + novas mídias: Com o surgimento de novas tecnologias, quais as novas mídias, sua interatividade e convergências digitais
– Novos movimentos e a cena da música eletrônica: A nova era da música. Como coletivos movimentam a cena local e quais os produtores brasileiros que se destacam atualmente
– O auge dos festivais: Uma série de novos festivais vem nascendo. Quais continuam crescendo e ampliando o seu território de atuação pelo mundo. Como funcionam os diferentes modelos de negócios e quais são as suas oportunidades
– Sexualidade na arte: Corpo, gênero, nudez e empoderamento. As novas cores e suas novas vozes
– Qual o valor do dinheiro e da propriedade de uma marca: Quanto vale o conceito visual aliado à sua identidade e referências. É possível rentabilizar sem se perder pelo caminho?
– A Música da América do Sul: A rica multiplicidade da música e os diferentes estilos musicais dos países da América do Sul
Quais são e como as novas tecnologias estão mudando o mundo?

> Convidados
Abaixo, nomes já confirmados:

CLAUDIA ASSEF (São Paulo/SP) | Jornalista, escritora, fundadora do Women’s Music Event, editora do portal Music Non Stop, idealizadora do WME Awards by Vevo e autora do livro “Todo DJ Já Sambou”.

ROGÉRIO PEREIRA BRITO (Salvador/BA) | Fundador da Bigbross Produtora e do selo Bigbross Records, produtor do Dubliners Irish, tour manager e DJ.

RICARDO RODRIGUES (São Paulo/SP) | Manager do Liniker & Os Caramelos, conselheiro da SIM/SP, radialista e produtor audiovisual. Articulador da Rede Brasil de Festivais e da Rede P10 – Casas de Shows de Música Autoral.

MAITHE BERTOLINI (São Carlos/SP) | Diretora e coordenadora de programação do Festival CONTATO, programadora do Espaço Cultural GIG em São Carlos e responsável pela produção na agência Let’s GIG Booking & Music Services.

WILLIAM MENDONÇA (Fortaleza/CE) | Gestor e produtor cultural, diretor dos Festivais Noites Brasileiras e do Ecléticos Livre. Responsável por projetos e eventos que contemplam diversas categorias artísticas, priorizando o impacto e a relevância cultural.

MAX DE LA FUENTE (Santiago/Chile) | Fundador & CEO da Groovelist, plataforma desenvolvida no Chile, atuante em toda a América Latina, que conecta músicos com festivais, casas de shows, rádios e feiras de negócios.

ALEXANDRE ROSSI (Rio de Janeiro/RJ) | Diretor Artístico do Circo Voador, clássica e histórica casa de shows brasileira. Além de palco para espetáculos, o Circo sempre promoveu atividades e iniciativas voltadas à educação e outras artes, tornando-se parte da história da cultura brasileira.

GUTA BRAGA (São Paulo/SP) | Consultora, palestrante e empreendedora, especialista em Direito Autoral, trabalhou nas majors e empresas de tecnologia como: Warner/Chappell, Sony ATV, Sony Music, Imusica, BMG, Universal e Nokia. Ministra o curso: Música e Negócios – Empreendedorismo e Inovação, na PUC/RJ.

FABRICIO NORONHA (Vitória/ES) | Artista e empresário. Diretor do Festival Lab.Infinitas, principal festival de artes integradas do Espírito Santo. Atua, no território nacional, produzindo conteúdo e projetos na área de tecnologia, educação e cultura. Articula a Rede Pulso de empreendedores criativos. Fala sobre economia criativa e música toda quarta-feira, 17h30, na Band News FM. Lançou o livro de poemas “Sangue Som Fogo”.

DANIEL BACCHIERI (São Paulo/SP) | Jornalista, produtor audiovisual e criador do StreetMusicMap, uma das plataformas mais ativas sobre música de rua do mundo. Bolsista do programa de Empreendedorismo em Jornalismo do Tow-Knight Center, da The City University of New York (CUNY). Curador de música de rua em eventos de economia criativa como Festival Path, O.bra Festival, SIM São Paulo (Semana Internacional de Música de São Paulo), Prêmio Brasil Criativo e Caminhos da Música.

FRANCISCO CERENO (Belo Horizonte/MG) | Ativista cultural, consultor para turnês internacionais e organizador de projetos de intercâmbio cultural, desenvolvendo uma rede internacional para apoiar jovens profissionais na ONG Embaixada Cultural. Coordenador da Música Mundo, a primeira feira internacional de negócios da música em Minas Gerais.

DILSON LAGUNA (São Paulo/SP) | É formado em Performance e Music Business pela London College of Music, fundador e diretor da Flow Creative Core, empresa responsável pela marca Sofar Sounds no Brasil. Coordena as produções executivas em cada uma das doze cidades onde está o projeto: Aracaju, São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Belém, Maceió, Goiânia, Curitiba, Florianópolis, Salvador, Porto Alegre e Rio de Janeiro. A Flow também é responsável pela vinda do Festival Jazz Re:freshed para o Brasil.

LEONARDA GLÜCK (Curitiba/PR) | Atriz, dramaturga, performer, curadora e diretora teatral graduada pela Faculdade de Artes do Paraná (FAP). Artista residente e fundadora do Espaço Cultural Casa Selvática desde 2012 (Curitiba). Diversas vezes premiada pela Fundação Cultural de Curitiba, pela Fundação Nacional das Artes e por programas como o Rumos Itaú Cultural. Em 2016, lançou o seu primeiro livro de dramaturgia, “A Perfodrama de Leonarda Glück – Literaturas Dramáticas de Uma Mulher (Trans) de Teatro”.

PAULO ANDRÉ PIRES (Recife/PE) | Idealizador e produtor do “Abril Pro Rock”, festival realizado anualmente em Recife desde 1993. Produziu e realizou turnês internacionais com: Chico Science & Nação Zumbi, Cabruêra, DJ Dolores : Aparelhagem, Nação Zumbi, Siba e a Fuloresta, Cascabulho, entre outros.Realizou turnês brasileiras de artistas como: Vive la Féte, Lee “Scratch” Perry, The Charlatans, dEUS, Jon Spencer Blues Explosion, Aterciopelados, entre outros. Foi co-produtor do Porto Musical, conferência internacional de música e tecnologia, em parceria com a Womex – World Music Expo. Conselheiro do Porto Digital.

Fonte: Fernanda Calegaro

Fotos: Vitória Macedo
Fotos: Vitória Macedo

Game PAGO é baseado nas obras de Simões Lopes Neto

A Epopeia, estúdio de jogos de Porto Alegre, está desenvolvendo o game PAGO, uma aventura inspirada nas histórias gaúchas e nos cenários do pampa.

O jogo conta a história de um viajante que está retornando para a sua querência e, nesse caminho, irá se deparar com diversos personagens do folclore gaúcho.

pago_02O ano de 2016 marca o centenário da morte do escritor pelotense João Simões Lopes Neto, cujas obras servem de inspiração para a trama de PAGO. Simões Lopes Neto é considerado o maior autor regionalista do Rio Grande do Sul e sua maior característica literária é valorizar a história do gaúcho e suas tradições.

“Cancioneiro Guasca”, “Contos Gauchescos”, “Lendas do Sul e “Casos do Romualdo” são os quatro livros lançados por Simões Lopes Neto em sua vida, mas o autor só atingiu destaque após sua morte, em 1916. Figuras como Boi Tatá e Salamanca do Jarau, destaques na obra do pelotense, estarão presentes na jornada do game, que também irá explorar outros desafios ao longo da exploração do pampa.

PAGO usa como referência projeto outros games que abordam temáticas locais, como Never Alone, que é baseado na vida e nas lendas de esquimós, e Guacamelee, que abraça elementos da cultura mexicana.

https://www.youtube.com/watch?v=vrysXNIRj3s

Reforço na equipe com roteirista Christopher Kastensmidt
A Epopeia ganhou, recentemente, importante reforço na produção da obra, Christopher Kastensmidt, roteirista norte-americano radicado na capital do Rio Grande do Sul desde 2001. Kastensmidt é autor internacionalmente premiado pela série “A Bandeira do Elefante e da Arara”, além de ter seus livros, histórias em quadrinhos e jogos publicados mundialmente. Christopher foi sócio-diretor da Southlogic Studios e Diretor Criativo da Ubisoft, além de participar de diversos projetos de destaque, como Starlit Adventures, game com 5 milhões de usuários em que ele foi Roteirista de Transmídia.

“A primeira vez que me apresentaram o PAGO, me encantei com o projeto. É um game de temático universal e uma linda ambientação regional que vai chamar muita atenção pela originalidade. Tenho certeza que vai ser um sucesso internacional, e fico honrado com o convite de fazer parte do time”, destacou Christopher.

“Estamos inserindo um ‘veterano’ camisa 10 na equipe, um amigo que possui 20 anos no mercado de games mundial e que conquistou basicamente tudo que qualquer desenvolvedor brasileiro sonha em conseguir”, destacou Ivan Sendin, sócio fundador da Epopeia. Sendin também destaca o conhecimento que Kastensmidt possui sobre a cultura e folclore brasileiro. “Ele chega dando uma cara internacional ao projeto, sem desrespeitar a nossa cultura”, concluiu.

pago_01O material ainda está em desenvolvimento e deve ser lançado oficialmente no final de 2017 para computador e, futuramente, para plataformas como Playstation e Xbox. No momento, a Epopeia procura empresas para financiar o projeto de PAGO. Aqueles que tiverem interesse em participar do projeto terão sua marca vinculada ao jogo e que, por consequência, será levada aos mais diversos eventos que entrarem no calendário de divulgação do material no próximo ano.

Fonte: Grazieli Gotardo – Reverso Comunicação Integrada

WoMakersCode – Evento que promove o empoderamento feminino através da tecnologia faz maratona em Porto Alegre e mais cinco cidades

O WoMakersCode é um projeto criado e mantido por voluntários ligados a comunidades tecnologia. Em Porto Alegre, onde nasceu, o evento será dia 19 de março e este ano terá uma maratona de oficinas, percorrendo São Paulo, Campinas, Jaboticabal, Aracaju e Maceió.

imagem1Incentivar o aprendizado e a participação de mulheres em diferentes áreas da tecnologia como robótica, desenvolvimento e qualidade de software é o objetivo do WoMakersCode. Para repetir o sucesso do projeto em 2015 e ir além, o WoMakersCode está promovendo uma maratona de atividades com eventos em Porto Alegre (19/03), São Paulo (19/03), Campinas (16/03), Jaboticabal (12/03), Aracaju (23/03) e Maceió (19/03) neste mês de março. Todas as atividades são organizadas por voluntários, que inspirados pelo projeto, contribuem para a renovação cultural na área da Tecnologia da Informação e a construção de um mercado de trabalho mais justo e igualitário.

O mercado de tecnologia apresenta um déficit de 92 mil profissionais no Brasil, segundo a Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro – APEX. Outro dado é a participação pouco expressiva das mulheres em diversos seguimentos na área da Tecnologia da Informação, como desenvolvimento, big data, internet das coisas, gestão e tantas outras, ocasionada muitas vezes por fatores culturais.

O WoMakersCode é um projeto sem fins lucrativos que tem como objetivo o empoderamento feminino na área tecnológica. Idealizado pela gaúcha Cynthia Zanoni, promove eventos e workshops com foco em compartilhar aplicações e ensinamentos práticos, baseados na experiência de profissionais em áreas de desenvolvimento e qualidade de software, design e comunicação digital. As atividades são abertas para participação de todos, pois um dos objetivos do projeto é promover uma inclusão real e convivência saudável, entre homens e mulheres. “Não é possível promover uma inclusão baseada na exclusão. Em muitas atividades possuímos somente mulheres participando, mas a realidade do mercado é diferente e elas precisam estar preparadas para projetar e evoluir em suas carreiras”, afirma Cynthia.

Veja a agenda de maratonas, programação e inscrições.
Informações completas e inscrições para cada evento pelo link: http://womakerscode.org/agenda/

• Maratona #WMC Porto Alegre
Data: 19 de Março
Horário: 9h às 17h20
Local: Senac Informática (Av. Venâncio Aíres, 93 – Cidade Baixa)
Organização: WoMakersCode RS
Programação e inscrição: http://www.eventick.com.br/maratona-wmc16
Valor: R$ 45,00 (por trilha)

• Maratona #WMC Jaboticabal
Data: 12 de Março
Local: Jaboticabal
Organização: Jaboticabal Mozilla Club
Inscrições gratuitas: http://www.eventick.com.br/maratona-wmc16-jaboticabal

• Maratona #WMC Campinas
Data: 16 de Março
Local: CEU Florence
Organização: Leão Mozilla Clubs
Inscrições gratuitas: http://www.eventick.com.br/wmc16campinas

• Maratona #WMC Maceió
Data: 19 de Março
Local: SENAC Farol
Organizador: Esther de Freitas e Marina Limeira
Inscrições gratuitas: http://womakerscode.org/agenda/

• Maratona #WMC São Paulo
Data: 19 de Março
Local: Faculdade Impacta de Tecnologia
Organização: Cristina Luz
Inscrições gratuitas: http://www.eventick.com.br/maratona-wmc16-sp

• Maratona #WMC Sergipe
Desenvolvendo front-end para a web: Hands-on
Data: 23 de Março
Local: Universidade Tiradentes
Organizador: Vinicius Colares
Inscrições gratuitas: http://www.eventick.com.br/wmc16-em-aracaju

Fonte: Reverso Comunição

Jantar da SUCESU-RS em Pelotas reuniu 50 profissionais e iniciou formação do grupo de gestores da região Sul

O primeiro Jantar para Gestores da Região Sul do RS, promovido pela SUCESU-RS, reuniu 50 convidados, na noite de 26 de junho, em Pelotas. A iniciativa faz parte do projeto de intensificação de ações no interior do estado da entidade, que reúne e representa usuários de Tecnologia da Informação e da Comunicação. Os eventos da SUCESU-RS reúnem executivos e profissionais para atualização e networking. Em Pelotas, o objetivo também é formar um Grupo de Gestores de TI para troca de conhecimentos.

Conforme André Mattos, Coordenador Regional Sul da SUCESU-RS, o evento foi um sucesso, superando as expectativas de público. “Agora pretendemos fazer novos contatos para identificar os interessados em fazer parte do Grupo de Gestores, que deve ter entre 15 e 20 participantes, com encontros bimestrais na região Sul”, afirmou.

Eduardo Hahn, Presidente da SUCESU/RS e Vice-Presidente da SUCESU Nacional, também esteve presente e informou que esta foi a primeira de um série de ações no interior este ano. “Iniciamos no ano passado, com eventos locais na Serra, e este é o primeiro no Sul, região com importantes empresas e potencial econômico. Em breve, faremos eventos no Planalto e região central do estado, sempre buscando reunir os gestores das empresas locais”, destacou.

O evento contou com patrocínio da Flexxo Centro de Capacitação em TI, empresa com sede em Caxias do Sul, referência em cursos de tecnologia da informação, que iniciou expansão ara o Sul do estado, com nova unidade em Pelotas. “Este evento foi uma grande oportunidade para nós, que estamos chegando na região Sul, pois é muito difícil reunir essas pessoas. A troca de informações e networking proporcionado foi muito bom”, afirmou Jair Porfírio, Diretor de Operações. A empresa oferece treinamentos oficiais Microsoft, Linux LPI, Autodesk e SolidWorks e possui centros de provas Prometric e Pearson Vue.

O jantar contou ainda com o apoio da HervalTech, que fez apresentações sobre certificações Microsoft e Office365 Open. Para Emerson Schmidt, Microsoft Champion da HervalTech, é importante estar cada vez mais presente no sul do estado devido aos parceiros que a empresa possui e ao grande potencial da região de Pelotas.

Sobre a SUCESU-RS (www.sucesurs.org.br)
A SUCESU-RS — Associação dos Usuários de Informática e Telecomunicações do RS — faz parte de uma rede nacional que constitui a única entidade que cuida exclusivamente dos interesses dos usuários corporativos de TIC (Informática e Telecomunicações). Possui mais de 200 associados entre profissionais e empresas de TIC de todos os portes. Em 2013, completou 45 anos de história, sendo uma das primeiras entidades do estado e pioneira no setor de TI.

Fonte: Reverso Comunicação Integrada

Pelotas receberá o Digital Cities, evento focado em tecnologias para cidades e cidadãos

Evento ocorre de 16 a 18 de outubro, com formato inovador no Theatro Guarani.

Contará com área de exposição nos camarotes para empresas e projetos, palestras e encontros de gestores.

Com uma expectativa de crescimento populacional de 25% nos próximos cinco anos e econômico de até 12% ao ano até 2020 (Fonte: ITEPA/UCPEL), a Região Sul do Rio Grande do Sul reúne grande potencial devido às diferentes empresas que desenvolvem tecnologias, parques tecnológicos, universidades e novos empreendimentos. Com base nesse potencial nasce o Digital Cities – Tecnologia para Cidades e Cidadãos (www.digitalcities.com.br), o primeiro evento de Pelotas e Região que vai apresentar como a tecnologia pode contribuir para melhorar os serviços públicos, gerar oportunidades e promover a interação entre instituições de ensino e pesquisa, mercado e investidores.

“O Digital Cities chegou porque é uma tendência debater a melhoria da eficiência dos serviços e isso passa pela inovação e tecnologia. Esta é uma discussão nacional, não apenas local”, afirma Fernando Estima, Coordenador do Evento. Segundo ele, falar de inovação e tecnologia em um espaço cultural e histórico como o Theatro Guarany, também será um desafio à criatividade, tão presente nos novos modelos de negócio digitais, por exemplo.

O Digital Cities terá sete eixos de negócios: Tecnologia da Informação – TIC, Parques Tecnológicos, Telecomunicações, Educação, Gestão Pública, Saúde e Inclusão Digital. O evento será uma oportunidade de reunir empresas, valorizar e conhecer os talentos da região, oferecer atualização profissional, além de fomentar o empreendedorismo e a criatividade.

Estrutura – Os camarotes do Theatro Guarany serão o espaço de exposição para empresas e projetos. Simultaneamente, ocorrerão palestras realizadas em auditórios, além de encontro de prefeitos e gestores sobre o uso da tecnologia na gestão pública. A programação está sendo elaborada em conjunto com as instituições do setor a partir da apresentação de cases locais de sucesso e temas de interesse estadual e regional.

Inscrições e horários – Para visitar, o público poderá se inscrever pelo site www.digitalcities.com.br e no local. No dia 16 de outubro, o evento será das 14h às 21h, e nos dias 17 e 18, das 9h às 12h e das 14h às 21h, no Theatro Guarany (R. Lobo da Costa, 849), em Pelotas. A programação detalhada será divulgada em breve.

O desenvolvimento de Pelotas e Zona Sul
A Região Sul do RS é um novo eixo de desenvolvimento do estado com diversas iniciativas como o Polo Naval no Superporto, de Rio Grande, com seus quatro estaleiros; o projeto da indústria Celulose Rio-Grandense, com mais de R$ 5 bilhões de reais em investimentos, além das economias tradicionais do agronegócio. A cidade de Pelotas é centro dos 23 municípios que compõem a Região Sul, com cerca de um milhão de habitantes, reúne grande potencial na área de Inovação e Tecnologia devido às seis instituições de ensino superior, reunindo mais de 40 mil estudantes, diferentes empresas que desenvolvem tecnologias, dois parques tecnológicos em instalação (Parque Tecnológico, em Pelotas e o Oceantec, em Rio Grande) e vários empreendimentos imobiliários (shoppings, hotéis e condomínios).

A Zona Sul surge como região potencial na produção de petróleo e gás, já que a Petrobras começará está iniciando a prospecção de petróleo e gás natural na Bacia de Pelotas. O Polo Naval RS é parte fundamental para o plano de investimentos do Governo Federal na exploração da camada do pré-sal, passando à posição de primeiro lugar entre os estados com maior valor de contratos com a Petrobras no setor naval.

Acompanhe as novidades do evento: www.digitalcities.com.br ou através das redes sociais, www.facebook.com/curtadigitalcities, www.twitter.com/digital_cities, www.instagram.com/digitalcities,

Informações para empresas: comercial@digitalcities.com.br e pelo telefone (53) 3025.6323.

As empresas patrocinadoras, que também irão expor seus produtos e serviços em área diferenciada, são: Urbotip (www.urbotip.com), com patrocínio tera; Vetorial (www.vetorial.net), com patrocínio giga; RCA (www.rcadigital.com.br) e Damovo (www.damovo.com.br), com patrocínio mega. O evento também conta com o apoio institucional do Seprorgs, TrinoPolo, SOFTSUL, Azonasul, Sucesu-RS, ABRADi-RS, InternetSul, Assespro/RS, Prefeitura Municipal de Pelotas e Ministério de Ciência Tecnologia e Inovação.

Informações para a imprensa e entrevistas:
Reverso Comunicação Integrada
Grazieli Gotardo – assessoria@reversocomunicacao.com.br
Tatiane Mizetti – reverso@reversocomunicacao.com.br
51-3779-7958 / 51-9162-0568
www.reversocomunicacao.com.br

Empresas e projetos apostam na área de exposição do Digital Cities

Evento ocorre de 16 a 18 de outubro, com formato inovador no Theatro Guarany, em Pelotas. Contará com área de exposição nos camarotes para empresas e projetos, além de palestras e encontros de gestores.

A primeira edição do Digital Cities – Tecnologia para Cidades e Cidadãos, que ocorre de 16 a 18 de outubro, em Pelotas, conta com empresas e projetos de diferentes segmentos que apostam no evento como um ponto de encontro e debate das novas tecnologias e inovação.

Já estão confirmadas na área de exposição – que serão os camarotes do Theatro Guarany – as empresas: ACS Resíduos; ADCW; AG2; Agência Incomum; Companytec; Gestor S.A.; Gestum; Hervaltech; K2TV; Net; Voiza, Yeah Digital, Me Gusta, Diário Popular, Agência Marca, Conrad Caine e By 5. Estarão presentes também os parques tecnológicos Furg/Oceantec, de Rio Grande; Tecnopolo Santa Maria, com empresas incubadas e o Parque Tecnológico Pelotas. E as instituições de ensino Senac/Fatec; UCPel (empresas incubadas); UFPEL, além do Seprorgs (Sindicato das Empresas de Informática do RS) e a feira BITS – Business IT South America.

As empresas patrocinadoras, que também irão expor seus produtos e serviços em área diferenciada, são: Urbotip (www.urbotip.com), com patrocínio tera; Vetorial (www.vetorial.net), com patrocínio giga; RCA (www.rcadigital.com.br) e Damovo (www.damovo.com.br), com patrocínio mega. O evento também conta com o apoio institucional do Seprorgs, TrinoPolo, SOFTSUL, Azonasul, Sucesu-RS, ABRADi-RS, InternetSul, Assespro/RS, Prefeitura Municipal de Pelotas e Ministério de Ciência Tecnologia e Inovação.

Sobre o DIGITAL CITIES
Com uma expectativa de crescimento populacional de 25% nos próximos cinco anos e econômico de até 12% ao ano até 2020 (Fonte: ITEPA/UCPEL), a Região Sul do Rio Grande do Sul reúne grande potencial devido às diferentes empresas que desenvolvem tecnologias, parques tecnológicos, universidades e novos empreendimentos. Com base nesse potencial nasce o Digital Cities – Tecnologia para Cidades e Cidadãos (www.digitalcities.com.br), o primeiro evento de Pelotas e Região que vai apresentar como a tecnologia pode contribuir para melhorar os serviços públicos, gerar oportunidades e promover a interação entre instituições de ensino e pesquisa, mercado e investidores.

“O Digital Cities chegou porque é uma tendência debater a melhoria da eficiência dos serviços e isso passa pela inovação e tecnologia. Esta é uma discussão nacional, não apenas local”, afirma Fernando Estima, Coordenador do Evento. Segundo ele, falar de inovação e tecnologia em um espaço cultural e histórico como o Theatro Guarany, também será um desafio à criatividade, tão presente nos novos modelos de negócio digitais, por exemplo.

O Digital Cities terá sete eixos de negócios: Tecnologia da Informação – TIC, Parques Tecnológicos, Telecomunicações, Educação, Gestão Pública, Saúde e Inclusão Digital. O evento será uma oportunidade de reunir empresas, valorizar e conhecer os talentos da região, oferecer atualização profissional, além de fomentar o empreendedorismo e a criatividade.

Estrutura – Os camarotes do Theatro Guarany serão o espaço de exposição para empresas e projetos. Simultaneamente, ocorrerão palestras realizadas em auditórios, além de encontro de prefeitos e gestores sobre o uso da tecnologia na gestão pública. A programação está sendo elaborada em conjunto com as instituições do setor a partir da apresentação de cases locais de sucesso e temas de interesse estadual e regional.

Inscrições e horários – Para visitar, o público poderá se inscrever pelo site www.digitalcities.com.br e no local. No dia 16 de outubro, o evento será das 14h às 21h, e nos dias 17 e 18, das 9h às 12h e das 14h às 21h, no Theatro Guarany (R. Lobo da Costa, 849), em Pelotas. A programação detalhada será divulgada em breve.

Acompanhe as novidades do evento: www.digitalcities.com.br ou através das redes sociais, www.facebook.com/curtadigitalcities, www.twitter.com/digital_cities, www.instagram.com/digitalcities,

Informações para a imprensa e entrevistas:
Reverso Comunicação Integrada
Grazieli Gotardo – assessoria@reversocomunicacao.com.br
Tatiane Mizetti – reverso@reversocomunicacao.com.br
51-3779-7958 / 51-9162-0568
www.reversocomunicacao.com.br