Theatro Sete de Abril e Teatro Avenida – Dois “mausoléus”

Theatro Sete de Abril Foto: Rafa Marin

A comunidade artística de Pelotas, sobretudo a da arte teatral, indaga-se a respeito do Theatro Sete de Abril, cujas portas estão fechadas. Ninguém, entretanto, lembra-se do Teatro Avenida. A casa de espetáculos foi construída pela Empresa Xavier Santos e inaugurado em 13 de julho de 1927, oportunidade em que foi projetado o filme “Cavalheiro Audaz”. Pouco dias depois estrearia a Companhia de Comédias Álvaro Fonseca, com a peça “A Dama dos Cinemas”.

Em 1937 o Teatro Avenida transformou-se definitivamente em cinema, atraindo aficionados de todas as idades. Aprendi a gostar de cinema vendo as sessões duplas do velho Avenida, que não resistiu a praga que eliminou os cinemas de calçadas. Em 1985 reabriu as portas para espetáculos musicais.

Hoje, entretanto, quase não funciona. Eventualmente ocorre algo que o tira de um mutismo quase centenário. Quem passa à sua frente  talvez o veja como um mausoléu, abrigando “defuntos” que esvoaçam por seu interior emudecido e úmido.

O mesmo acontece, hoje, com o Theatro Sete de Abril.
Leia a matéria completa no cultiveler.com.

 

Sobre Deco Rodrigues 6288 Artigos
Jornaleiro/Produtor cultural, social mídia, gestor de conteúdo web, pretenso escritor, autor estreante com o romance Três contra Todos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*