Freak Brotherz entre as atrações do Sofá na Rua de Agosto

Sofá na Rua

O Sofá na Rua é mais do que um evento, é um movimento de articulação cultural e de ocupação de espaço público com arte autoral e local, além de propiciar debate sobre a cidade. Estamos mobilizados em um coletivo que se organiza desde 2012 através de muitas mãos e corações e é a luta coletiva que nos impulsiona.

Para nosso próximo encontro teremos a presença do Mestre Griô Dilermando que convida a Ong Odara para que, através da linguagem percussiva e da dança, possamos nos apropriar da história do povo preto que construiu essa região e que pulsa por aqui.

Para as crianças de todas as idades a Venine Ventania irá compartilhar uma oficina de malabares.

Para encerrar a nossa noite com muita música, a Freak Brotherz volta ao palco do Sofá com o show Re-Volta.

Pra além das atrações artísticas, a Feira de empreendedores criativos segue garantindo o colorido de seus artigos e impulsionando o consumo local.

Nessa edição, teremos a satisfação de receber novamente a maravilhosa Taís Galindo como mestre cerimônia, companheira de tantas outras feitas, desde os tempos em o Sofá ainda acontecia em frente a Casa Fora do Eixo.

Lembrando que o microfone é aberto para todas as pautas que incluem o respeito à diversidade.

Sofá na Rua – Edição º 79
Quando? 14 de agosto de 2022
Onde? José do Patrocínio esquina com Conde de Porto Alegre (Em frente ao Galpão Satolep)
Horário? 11h às 20h

Freak Brotherz apresenta “Re-Volta”

Após um recesso forçado imposto pela pandemia a Freak Brotherz está de volta. Foram dois anos longe dos palcos! Nesse intervalo a banda participou de eventos online, lançou seu terceiro disco, intitulado Guerra Declarada, além de dois clipes.

Com mais de duas décadas de atividade, a Freak Brotherz tem seu nome consolidado pela energia de seus shows, postura, dentro e fora dos palcos e na produção de festivais, como Freak Festival.

Após mais de uma década com a mesma formação, a Freak Brotherz  passou por uma alteração na sua formação, com a saída do guitarrista Igo Santos e a entrada do músico e produtor fonográfico, Vinícius Marques. 

Tendo divido palco com grandes nomes nacionais e internacionais ao longo de sua trajetória, sem perder sua essência e atitude underground, a Freak segue com sua receita explosiva, combinando letras inteligentes, técnica e ritmo fluido, espalhando suas ideias e energia sonora por onde passa.

Mestre Griô Dilermando convida Odara

Dilermando Martins Freitas é Mestre Griô formado em Pedagogia Griô na Escola de Formação em Pedagogia Griô. Fudador da ONG Odara, do Projeto Kizomba e diretor do espetáculo SARAU DO SOPAPO.

O Mestre ganhou seu título em 2008, por conta de seu trabalho como percussionista e seu envolvimento com o sopapo, o tambor que é símbolo da cultura negra gaúcha, mais especificamente da cultura negra pelotense. Em 2020 recebeu em Salvador receber o prêmio Birimbau de Ouro.

Griô é uma adaptação para o português da palavra “griot”, que nas  sociedades africanas era aquele que mantinha a tradição oral, contando histórias, valores e canções que preservavam a memória de sua comunidade.

Impossível falar do Mestre Griô Dilermando sem lembrar com saudosa reverência da Mestra Griô Sirley Amaro, falecida em 2020. Detentora de muitos saberes sobre a história do povo negro na região de Pelotas, Sirley Amaro era muito conhecida não só no município, mas na região e no em outros estados do país por sua atuação na conservação e disseminação desse conhecimento.

A caminhada como mestre griô começou em 2006, quando o país começava um reconhecimento dos saberes populares e da tradição oral. Neste ano dois pelotenses foram elevados a mestres griôs pelo programa Cultura Viva, do Ministério da Cultura: Neives Meirelles Batista, o Mestre Batista, morto em 2012, e Sirley da Silva Amaro.

Odara:

A Ong Odara tem seu início no ano 2000, na cidade de Pelotas, após a segunda edição do Projeto CABOBU – Os Tambores do Sul recebem os Tambores do Mundo. Projeto que teve por idealizador o músico, percussionista e compositor Giba Giba. 

Com o objetivo de ressignificar e valorizar a presença do tambor de Sopapo na cultura negra, principalmente da cidade de Pelotas, o Cabobu deixa como herança este fazer que Odara abraça pra fazer-se existir em uma militância negra com arte, cultura, educação e ação social. 

Assim, a dança afro e a percussão, permeada pelo tambor de sopapo, torna-se o fator de sedução na prática Odara. 

Odara, há 22 anos, busca em sua prática estar colaborando para o (re)conhecimento, valorização e protagonismo do povo preto, atuando firmemente em prol de uma educação antirracista, da valorização da diversidade, da busca por oportunidade para todes através de políticas públicas que reconheçam e valorizem a existência e o fazer do povo preto. 

“Um jeito de ser Odara”!

Sobre a atração para as crianças:

Malabares com a artista circense Venine Ventania no Sofá na Rua

Teremos oficina de experimentação malabarística que vai rolar no próximo Sofá. Embora a oficina tenha sido pensada para as crianças, todes podem e devem aproveitar o momento pra se jogar! Vem brincar de circo!

A dinâmica é voltada para crianças, proporcionando um ambiente criativo, com vários tipos de malabares, podendo ser escolhido por afinidade e experimentando diferentes objetos, como bolinhas, claves, aros, swing poi, bambolês.

Compartilhando os conceitos básicos dos malabares, ativaremos nossa energia criativa, reconhecendo as partes do corpo importantes para a execução de giros, lançamentos, isolamentos, equilíbrio, contato e dissociações, praticando sequências livres de truques, brincando com a percepção do movimento, ritmos, sentidos, direções, sensações e imagens, respeitando o interesse e as vontades do corpo com muita diversão!

Novo horário

A organização do evento está intensificando a divulgação do novo horário do sofá na rua para o seu público. O intuito, a partir dessa edição, a #79, é começar o evento mais cedo – para acabar mais cedo também – com a ideia de que se possa aproveitar o dia, a fim de que o público possa curtir as atividades propostas para o evento, como também, a feira de empreendimentos criativos e solidários. A organização reforça o novo horário com a prerrogativa de que os produtores, e o grande público, consigam realizar essa troca.

Economia de empreendimentos criativos e solidários

A ideia é conglomerar, em um único espaço, diversas frentes da nossa cidade que tem a sua produção e colocam para venda em eventos de rua, assim como é o Sofá na Rua. Com isso, o público poderá chegar mais cedo, consumir produtos locais, ajudar no incentivo da cadeia produtiva da nossa cidade e dos nossos produtores, e ir embora mais cedo com segurança, tranquilidade e a certeza de que a produção da economia local está girando. Na edição de número 79, o sofá na rua contará com, aproximadamente, 30 empreendimentos expondo os seus produtos.

Microfone aberto

Reforçando a voz para as nossas escutas, o microfone do sofá na rua estará aberto para todas e todos que quiserem passar algum recado. O sofá na rua é um espaço de luta pelos direitos dos LGBTQIA+ e combate à homofobia. Portanto, o microfone estará aberto para uma discussão sobre o amor pleno e apoio total para com a diversidade. Quem quiser, está convidada(o) para assumir o mic e expor seu pensamento!

Cuidado com o lixo

Espaço de encontros e confraternizações, o sofá na rua busca reforçar o pedido de cuidado com o lixo e a conscientização diante da separação dos resíduos, sejam eles orgânicos, vidros, metais, papéis e plásticos. Com isso, o evento contará com lixeiras e sacos pela rua conde de porto alegre e José do patrocínio para minimizar a sujeira agressiva que acaba ocupando o chão da rua por conta do alto público que comparece no evento. 

Apoio

O Sofá na Rua faz parte do projeto OTROPORTO – Rede de Economia Criativa, com realização da Lei Federal de Incentivo à Cultura, financiamento da Secretaria Especial de Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal e patrocínio da Sagres, CMPC e CCGL.

Sobre Deco Rodrigues 6777 Artigos
Jornaleiro do Metaverso, Editor, gestor de conteúdo, pretenso escritor, autor estreante com o romance Três contra Todos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*