Contemplados com o Procultura assinam contratos em Pelotas

6d1faecd64e5d493837cc4ff76196d68Os proponentes dos projetos aprovados para acessar os recursos oriundos do Programa Municipal de Incentivo à Cultura – o Procultura – já deram início, hoje de manhã (20), às respectivas assinaturas de contratos/termos de compromisso. Segundo o titular da pasta, Mogar Pagana Xavier, quatro dos seis selecionados já se dirigiram à Secult e garantiram a efetiva participação de seus projetos e a consequente liberação de verba, etapa a ser realizada nos próximos dias.

A assinaram o Termo de Compromisso, os representantes da produtora Moviola Filmes, do Grupo Pimenta Buena, do Instituto Lar de Jesus, e o artista plástico Túlio Oliver.

Relembre os projetos aprovados:
Processo 007/2010, denominado “Palavreio” e que tem como proponente o músico Leandro Maia. O referido projeto constitui-se em uma série de ações culturais, tais como apresentações artísticas, intercâmbio e capacitação profissional, bem como a formatação de público e multiplicadores, além de distribuição gratuita de CDs-livros. Como contrapartida social, o músico pretende realizar um show para 200 pessoas, totalmente gratuito, além da realização de sete workshops (com capacidade para 25 pessoas cada) e duas palestras-shows (com capacidade para 100 pessoas, cada), doação de 200 CDs-livro para os participantes, sendo que uma das faixas terá download gratuito, disponível na página do Procultura e da Secult. O projeto aprovado está orçado em R$ 14.126 mil e será executado em dois meses.

Processo 010/2010, denominado “A Educação Musical como um Portal para o Exercício da Cidadania”. Este projeto tem como proponente o Instituto Lar de Jesus e prevê a manutenção da oficina de música no Instituto como uma atividade cultural independente. A atividade será oferecida no turno inverso ao horário escolar. Como contrapartida o proponente disponibiliza a abertura de novas vagas para o Apoio Sócio-Educativo em Meio Aberto (Asema), bem como se propõe a criar um ou mais grupos que possam levar, em eventos na comunidade, apresentações de números artísticos e culturais. Os adolescentes e jovens serão encaminhados para a seleção de talentos junto a grupos musicais locais. O Procultura financiará todo o valor solicitado, na ordem de R$ 25.200 mil.

Processo 014/2010 – Da área de artesanato, o projeto denomina-se “Oficina de Tapeçaria Artesanal com Exposição” e tem como proponente o artesão Getúlio Oliveira da Silva (Túlio Oliver). O Projeto constitui-se de oficinas de tapeçaria artesanal executada em talagarça pintada e está orçado em R$ 11,6 mil, totalmente financiados pelo Procultura. A ação se propõe a oferecer oficinas gratuitas destinadas ao público em geral e exposições dos trabalhos realizados. Serão oferecidos 50 kits, contando materiais básicos para a execução dos trabalhos, aos participantes.

Processo 022/2010 – Projeto de dança denominado “Tatá Dança – Simões Vai à Escola”. Tem como proponente Cátia Carvalho. Consiste na finalização e circulação do espetáculo, criando uma interface entre a dança, o teatro, a literatura, as artes visuais e o vídeo. O projeto apresentado busca trazer uma linguagem contemporânea à obra de João Simões Lopes Neto e será apresentado em escolas da rede municipal de ensino, nos bairros do município e no Instituto João Simões Lopes Neto, totalizando 17 apresentações gratuitas. Tatá Dança – Simões vai à Escola pretende atingir um público estimado em 4200 pessoas e está orçado em R$ 7.995,00.

Processo 023/2010 – Projeto denominado “Pimenta Buena”, consiste na gravação, mixagem, prensagem, divulgação e show de lançamento do segundo trabalho do grupo musical Pimenta Buena. Em contrapartida, o grupo se propõe a realizar workshop abordando o tema produção independente, além de disponibilizar 300 ingressos para o show de lançamento, 100 SMD/SMDV à Secult (Semi metalic disc e Semi metalic disc vídeo), além da inclusão da logomarca da Secretaria na contracapa dos trabalhos e em todos os meios de divulgação. O Projeto Pimenta Buena prevê ainda uma apresentação do grupo em evento oficial da Secult. O Procultura deverá financiar R$ 12.243,30.

Processo 030/2010 – Projeto denominado “Documentário O Liberdade” tem como proponente o cineasta Rafael Andreazza e se constitui na realização de curta-metragem do gênero documentário tendo como tema o músico Avendano Junior e o Regional, o chorinho e o Bar e Restaurante Liberdade. Tem como principal objetivo contribuir com a memória imaterial do município. O filme terá lançamento com entrada gratuita e apresentação do conjunto “Avendano Junior e O Regional”, além da realização de 15 sessões comentadas do filme realizadas em 15 diferentes escolas de ensino fundamental e médio da cidade, palestras sobre cinema, confecção de 50 cópias em DVD (destas 05 serão destinadas à Secult, 15 destinadas às escolas e 30 destinadas à participação em festivais). O Projeto está orçado em R$ 23.267,00.

Fonte: pelotas.com.br
___________________________________________________________________
!- e-Cult Pelotas/RS Você também pode participar! Veja como é fácil.

Sobre Deco Rodrigues 6221 Artigos
Jornaleiro/Produtor cultural, social mídia, gestor de conteúdo web, pretenso escritor, autor estreante com o romance Três contra Todos.