Premiado artista gaúcho, Nerling se reinventa em seu disco de estreia

Foto: Patrick Sandri

Após uma jornada rica, o premiado cantor do norte do Rio Grande do Sul Nerling une pop alternativo e MPB em canções envolventes e urbanas. Seu disco de estreia, “Tempo do Amor”, é totalmente diferente de tudo que ele fez e está disponível em todas as plataformas de música digital.

Ouça “Tempo de Amor”: http://smarturl.it/TempoDoAmorNerling

Confira o faixa-a-faixa abaixo

Foto: Patrick Sandri

“Apesar de ser meu álbum de estreia, ele marca uma nova fase na minha história como cantor e compositor. ‘Tempo do Amor’ é uma face minha que até então era desconhecida, relegada ao quarto… Eu mesmo estou surpreso com o resultado dessa obra”, conta ele.

Nerling começou a carreira na infância, em festivais de interpretação e explorando a música regional. Em paralelo, estudava canto e instrumentos, amadurecendo desde jovem a sua sensibilidade musical. Passando por formaturas, casamentos, barzinhos, pubs, grupos de dança, eventos religiosos e seminários, buscava em cada a oportunidade melhorar sua postura nos palcos.

O resultado disso é que antes de seu debut, já tem mais de 60 premiações como cantor, compositor, escritor e instrumentista e centenas de participações em festivais. Nerling já acumula mais de 50 gravações em discos nativistas e múltiplos prêmios no conceituado Carijo da Canção Gaúcha, onde chegou a ser indicado aos 15 anos de idade com uma faixa autoral.

Essa postura de buscar sempre aprender mais o guiou para uma carreira acadêmica conceituada. Após chegar num ponto bem alto nessa jornada, Nerling procurou novos caminhos.

Foto: Patrick Sandri

“A música sempre esteve presente na minha vida, mas eu tinha dificuldades em colocar ela como prioridade. Na semana em que terminei meu mestrado em Direito, mostrei algumas composições para um amigo, e ele gostou muito, começou a me incentivar a gravar um álbum”, conta Nerling.

Foi esse amigo que fez a ponte com o produtor musical curitibano Maycon Ananias (Tiago Iorc e Maria Gadú), que assinou o trabalho. “Eu titubeei no início. Mas me marcou uma frase que ele me disse pelo telefone, era algo como: ‘eu asseguro o teu talento’. Não deu nem uma semana, e ele veio na minha casa para fazermos a pré-produção do álbum”, conta o artista.

O resultado são oito faixas que mostram um artista que começa sua jornada amadurecido e pronto para voos mais altos. “As composições desse disco foram marcadas pela sensação inigualável que se tem quando se compõe algo que se gosta. É um sentimento incrível, porque, embora seja gratuito e gratificante, é como se você tirasse um peso das costas… Compor às vezes também é remédio”, conclui.

Para esse ano, Nerling planeja uma turnê. “Tempo do Amor” pode ser ouvido em todos os serviços de streaming.

Ouça “Tempo de Amor”: http://smarturl.it/TempoDoAmorNerling

Ficha Técnica:
Produzido por: Maycon Ananias
Músicos participantes: José Ricardo Nerling; Maycon Ananias; Marc Olaf Thiessen; Thiago
Ramalho; Lucas Sangalli; Aldrin de Souza da Silva; Quarteto Russo (cordas).
Captação de áudio: Maycon Ananias e Gabriel Nathan
Mixado por: Renato Alscher (Corredor 5 – Rio de Janeiro – RJ)
Masterizado por: Carlos Freitas (Classic Master Brasil – São Paulo – SP)
Apoio logístico e operacional: Affonso Lang e Marcos Daniel Nerling
Fotografia de capa: Patrick Sandri Sortica
Arte de capa: Patrick Sandri Sortica e José Ricardo Nerling
Gravado na Casa da Frente (Nico’s Studio), em Curitiba, Paraná, Brasil.

Faixa-a-faixa por Nerling:

ONDE EU POSSA IR: Fala sobre pessoas que saem da nossa vida, mas não saem das nossas cabeças. Pode ser entendida como uma canção romântica ou mesmo como uma canção sobre amizade.

DE AMOR VAMOS NOS AFOGAR: Compus essa canção na noite em que Marielle Franco foi assassinada. Estava escrevendo minha dissertação de mestrado, dei uma pausa no trabalho e fiquei sabendo do ocorrido. Já estava me sentindo sozinho, por conta da grande carga de trabalho, quando vi a notícia, fui impactado. Aquilo mexeu muito comigo.

FUGIR DE NÓS: Um grande amigo meu estava se separando de uma mulher que ele amava muito. Todo o processo estava sendo muito doloroso pra ele. Foi com base nas histórias que ele me contou, nos sentimentos que ele me abriu e nas conversas que tivemos que eu compus essa canção.

TEMPO DO AMOR: O álbum já estava pré-produzido, todas as canções selecionadas… Mas o produtor Maycon Ananias me desafiou a compor uma nova música, algo que refletisse o atual momento político e social do país, o sentimento de desesperança que víamos em alguns amigos… Compus ela numa tarde, quando enviei pro Maycon, ele adorou e fez questão de colocar no álbum (mal sabíamos que daria nome a ele).

MOTIVOS: Iniciei minha carreira musical cantando músicas regionais do Rio Grande do Sul. “Motivos” foi uma das primeiras canções que eu compus fora do cenário nativista (talvez isso explique o fato de ser a música mais parnasiana do álbum). Compus na casa de um amigo, fala sobre um relacionamento com um final irresoluto.

SE VOCÊ FOSSE OUTRO: Essa canção é fruto de boa parte das minhas leituras no período em que fiz mestrado em Direito (é fácil de observar a ênfase nos Direitos Humanos). Foi composta junto com a  dissertação, naquele contexto, como espécie de fuga do stress e resultado da sintetização de conteúdos.

SEMPRE GOSTEI DE VOCÊ: Fiz essa canção para uma menina muito bonita que eu vi algumas vezes por aí. Não nos conhecemos e ela também não sabe dessa música.

CANÇÃO QUE HABITA EM NÓS: Compus essa música com o Fábio Carvalho, no início era uma espécie de mantra, era bem comprida e repetitiva. O produtor Maycon Ananias gostou e achou que deveria estar no álbum, aí eu reduzi o tamanho dela.

Siga Nerling: www.nerling.com.br

Nerling – Tempo do Amor

Fonte: Daniel Corrêa
Build Up Media

Sobre Deco Rodrigues 6461 Artigos
Jornaleiro/Produtor cultural, social mídia, gestor de conteúdo web, pretenso escritor, autor estreante com o romance Três contra Todos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*